Posts Tagged ‘tendencia’

Arrasando de vestido envelope

Friday, June 1st, 2012

Tem um corte de vestido que anda na minha cabeça faz um teminho: o envelope ou wrap dress. Pra quem não sabe, é aquele corte simples, todo sustentado por dois botões ou uma amarração (se for de tecido elástico nem isso), decotadinho e bem acinturadinho sem ser muito volumoso.

Eu gosto do envelope porque ele me veste bem e me deixa segura e eu sinto que ele pode fazer isso por mulheres de qualquer formato de corpo. Nessa fase em que meu corpo mudou totalmente e eu fiquei bem curvilínea (pra não dizer chubby) é legal descobrir que existe moda no além-anorexia.

O vestido envelope foi criado pela musa-deusa-louca-feiticeira Diane Von Furstenberg nos anos 70. Ele é icônico, considerado a maior criação dela pro mundo da moda. Pro mundo da moda eu não sei, mas pra minha vida, só tenho a agradecer pra Diane por isso, sabe? Porque o envelope virou aquela peça que eu pego no dia de mau humor pra me sentir bonita, que não preciso pensar muito pra usar.

Até a Rachel Bilson já sacou que vale a pena ter um:

E vocês? Tem um wrap dress no guarda roupas ou não curtem esse modelinho?

Look du jour: domingo gelado

Monday, April 30th, 2012

Os últimos dias têm sido especialmente frios em Curitiba. Não só está chovendo, como a umidade do ar está uma loucura deixando tudo ainda mais gelado que o normal. Pra aguentar isso sem enlouquecer ou sair por aí com cara de “oi-sou-louca-cabei-de-acordá” não é fácil não. Principalmente num dia tipo hoje: domingo (dia oficial da preguiça) e com um batizado logo pela manhã.

Nesses dias, não adianta fazer muita firula que não vai dar certo. Costumo apostar no básico, no que eu já sei que me faz me sentir bem. Tipo meu combo de vestido acinturadinho + jaqueta de couro + batom vermelho. Pra dar uma esquentadinha extra, rolou um cardigã menta (que podia aparecer em caso de subida da temperatura) por baixo da jaqueta e uma meia fio 120 (!!!). Ah, e não dá pra esquecer do meu scarpin preto básicão da vida, irmão gêmeo do azul que eu já mostrei por aqui.

detalhe das texturas do vestido e da biker

Esse meu look está concorrendo no Muller Fashion People desse ano. Se você gostou dele (ou gosta tanto de mim que quer me ver ganhar, hihi), é só clicar em “Gostar” no coraçãozinho desse link aqui. E se você quiser concorrer comigo, fica à vontade: o prêmio é de R$ 1500 dinheiros em compras no Shopping Muller. Delícia, hein?! Conheça mais clicando aqui.

Eu sei o que você comprou na estação passada: Listras

Friday, April 27th, 2012

Basta uma coisa simples virar tendência e caboom, tá lá em todas as araras do mundo. Nasce nas labels, migra pra Zara, brota nas departamentos brazucas e vira uma febre. A gente, que fica refém dos blogs e lookbooks, vê por aí e fica doente pra experimentar. Aí, um dia a gente acorda e percebe que to com algumaS peças fantasmas da tendência passada assombrando no guarda roupas. O que fazer com elas?

Eu não sei. Quer dizer, não sabia. Porque ontem fiz aquele post com aquele xuxuzinho de look com a calça vermelha reciclada e parei pra pensar que tudo dá pra usar e usar e usar novamente. Ta aí meu vício em brechós que não me deixa mentir. O lance é só explorar as inspirações certas. Dúvida?

Resolvi começar com as listras: afinal, quem não enlouqueceu com a febre navy do ano passado que atire a primeira pedra. Mas será que exploramos todo o potêncial dela?

Eu não lembro de ter saído assim, podre de chique com uma combinação de listras + xadrez miudinho no blazer (igual esse Tumblr sugeriu) nenhuma vezinha! Lembro que combinei listras com poás, mas essa combinação sequer passou pela minha cabeça. Olha aí a oportunidade de fazer a phyna combinando estampas!

Lembro de ter combinado a blusinha listrada com absolutamente todas as saias que eu tinha na época. Mas e com as minhas saias novas? Hmmm, bora ficar listradinha e feminina de novo?

Esse look do blog Atlantic-Pacific me lembrou o quanto as listras ficam liiindas com vermelho. Nasceram uma pra outra, não é? E eu sempre posso repaginar essa combinação mais um pouquinho.

Viram como em cinco minutinhos de pesquisa eu já encontrei três opções pra ressucitar as listras do limbo e não abandonar as tendências? É assim que a gente faz nosso guarda-roupas render, meninas!

E vocês? Qual a tendência que vocês compraram até esgotar e agora acham que não tem solução?

Copie e cole du jour: a calça vermelha de ontem + o menta de hoje

Thursday, April 26th, 2012

Quem ainda não tá no Pinterest não sabe o que tá perdendo (me siga aqui e a Sheilloca aqui)! É cada coisa linda pra casa, pra festa, pro casório e pra vida que aparece por lá que a gente fica bem loucona de viciada nessa rede. Não vivo mais sem.

Quer um exemplo? Esse look lindo da blogueira Kendi que eu só fui descobrir por lá. É um exemplo de aproveitamento de tendência, hein?! Anota aí: a calça vermelha da estação passada (que já faz muita it blogger torcendo o nariz, mas eu não vivo mais sem) combinadinha com a blusinha cor de menta que todas querem nessa estação. Linda, casual e chiquérrima, não acham?

Outra coisa que eu gostei nessa foto foi a quebra de dois tabus: um de que não dá pra andar combinadinha (coração da bolsa + calça + sapato no mesmo tom de vermelho e ainda phyna). Outro de que mulheres com mais de 25 ou que trabalhem em “locais sérios” não podem andar na tendência ou vão ficar com jeitinho de modernete maluquinha. Vai dizer que esse look não veste muito bem pro escritório sem perder a seriedade e a maturidade? Linda de viver! Se adaptando, tudo nessa vida a gente consegue, minha gente.

É pra gente aprender que tendência não é comprar peças escalafobéticas indicadas pela Vogue nesse inverno pra jogar tudo fora no próximo. Se a peça não te veste bem e não promete ser sua amiga por um bom tempo, nem adianta olhar pra ela, não é mesmo? Afinal, um jeans que só dura uma estação não é amigo do seu bolso.

E vocês? Gostam de mixar tendências passadinhas com as atuais assim ou acham muito difícil?

(PS: que cabelo o dessa blogueira, hein? Uma lindinha!)

Amarelo de meia estação

Tuesday, April 17th, 2012

Dizem por aí que o amarelo é o novo vermelho. Eu duvido muito, até bem pouco tempo você só era menininha se dissesse por aí que gosta de todas as cores  “menos o amarelo que me deixa apagadinha”.

O caso é que a it blogger Thássia Naves tanto fez looks lindos com amarelo que eu até  fui Pinterestear por aí em busca de novas ideias pra ver se me animo  a usar essa cor. E confesso que, embor sempre  tenha torcido o nariz pro amarelo, to bem apaixonada pelos looks. Não é  que o amarelo é  uma boa aposta de meia estação no final das contas? Dá uma olhada no tanto de coisa legal que eu achei:

A primeira que me chamou a atenção foi essa fotinho do Daily Look. O look é bem simples e comum: calça coloridona com uma bata bem básica branca. O toque arrumadinho tá garantido pela maxi gargantilha lindíssima.

Vocês não acham incrível como hoje vemos a  calça colorida como simples? Afinal, bem pouco tempo atrás, a gente achava o cúmulo do travestismo chumbrega sair com uma calça tão chamativa. Ponto pra gente que tá perdendo a vergonha na cara!

Já esse   look (mais quentinho, inclusive) dá  aquela insistida no color block que o povo ama. Dizem por aí que o color block vai cair no inverno,  mas eu me recuso a aceitar. Demoramos tanto pra nos permitir essas misturebas e agora vamos desistir? Não, amigue, se junta comigo  e vem brincar de nós somos a resistência!

Enquanto eu to aqui falando de amarelo, a There (do Fashionismo) falou de rosa. Vamos juntar esses dois amores? Essa fotinho vinda direto dos Tumblrs da vida mostra como a gente pode ser chiquérrima com combinações de cores bem feitas e inusitadas. Ou vai dizer que você conseguia imaginar que rosa e amarelo pudesse dar um resultado tão phyno?

Tô louca pra tentar esse com um Santa Lolla amarelo lindo que eu tenho há  séculos e é super difícil de combinar.

Falando em Fashionismo, as mais fashionistinhas (presente!) vão enlouquecer com esse look! Afinal, tem coisa mais gostosa na vida do que sair de casa pra viver com cara de Lookbook.nu? Aliás, foi de lá mesmo que essa lindsay veio. Se não me engano, a saia de “couro” plissado tem uma irmã gêmea nas araras da C&A (tô me controlando pra não dar um lar pra ela). E a golinha falsa? Como não amar?

E pra fechar o look que (eu sei, eu conheço vocês) vai ser o mais amado da caixa de comentários: blazer colorido com jeans rasgadinho –  essa paixão nacional! Prova de que o amarelo pode  ser o toque que transforma um look simples em algo effortless chic.

Quem tá atrás de uma calça amarela pra chamar de sua, achei uma da a Dafiti tá com uma da  Ellus  que rende um caldo, hein?! Anotem que meu aniversário tá chegando, amigues!

E vocês, meninas, já usam amarelo? Acham que rola pro Outono/Inverno? Contem pra mim como vocês tão incorporando essa cor no look!

Camisa jeans, esse aprendizado

Wednesday, April 11th, 2012

Essa semana uma amiga do trabalho (beijo, Ana!) comprou uma camisa jeans e veio me perguntar se eu sabia como usá-la. Ela disse que morria de medo de combinar jeans com jeans e sair uma coisa muito cafoninha. Esse medo é uma doença comum, gerada pelos early 90′s e que eu gosto de chamar de Síndrome Spears-Timberlake:

Véi, na boa! Rolou até um panda eyes na Brit, observem…

Mas, como nem tudo está perdido, nem só de cafonice vive o jeans. E a Ana e tudazamiga que acabaram comprando uma camisa jeans ou jaqueta jeans no último ano podem entoar cânticos de alegria porque eu trouxe minhas 3 opções pra fazer a fina com o modelito:

A camisa jeans por cima do conjuntinho saia de babado + blusinha fica uma fofura sem fim. Como ela é bem romântica e feminina, eu acho que dá até pra ser uma daquelas combinações que vai bem com os sapatinhos mais masculinos (como as slippers e os oxfords).

Com esse modelinho de sapato – que, se não me engano, é a tal da Lita (me corrijam) – também fica uma fofurice só.

Por dentro da saia (ou amarradinha por cima do vestido) é uma opção bem interessante pra quem quer valorizar a silhueta. É claro que a saia vai demarcar bem o quadril sem a camisa jogadinha por cima (igual na última opção) então é mais legal pra quem é bem magricelinha e quer dar uma encorpada.

Eu gosto de usar essa opção acompanhada de uma bota estilo coturno. Fica um charme só!

Mas se tudo der errado, melhor apostar no básico de uma vez. Até porque se o jeans de cima e o de baixo tiverem cores bem diferentes não vai ser um problema. Principalmente se o outfit todo for só isso e nada mais (uma blusinha branca para uní-los talvez).

Aqui  uma coisa que pode ajudar a compor a silhueta é aquele velho truque de “peças claras = engorda, peças escuras = emagrece”. Uma calça sequinha e bem escura com um jeans mais claro na parte de cima pode operar milagres da ilusão de ótica.

Se você é uma das gatas garotas brasileiras bronzeadas que já tem sua camisa jeans toda linda pra sair arrasando por aí, me conta como você usa ela. Vamos diversificar! Aliás, eu me animei tanto pesquisando pra Ana que comprei uma camisa jeans no brechó hoje mesmo pra tentar também.

Florzinha por florzão

Wednesday, March 21st, 2012

Esses dias, Rafa tava comentando comigo que vê litros de looks Mint nos Lookbooks da vida mas não encontrar na rua. É assim mesmo, né, gente? Tem tendência mundial que simplesmente não cola ou demora muito pra chegar.

Eu, particularmente, acho a moda pastel uma graça, mas não funciona no nosso estilo de vida. A maioria de nós sai de casa cedo, traça  caminhos ~inóspitos e não tem muito tempo pra cuidar das  próprias roupas. Acho que peças que mancham fácil e ainda marcam tanto no uso como um tom pastel acabam sendo um tormento pras brazucas. Tô louca de pensar assim?

De qualquer forma, tem uma outra tendencinha que eu aposto que pega forte por aqui: as maxi flores. Não, não é aquela florzinha mimosinha e graciosa (vulgo Liberty) que a gente viu saindo pelos bueiros nos últimos anos. É um padrão de flores bem maiores, geralmente aplicadas a fundos pretos ou azuis marinhos. Uma coisa bem carão de rica e milionária mesmo, sabe? Tipo assim:

Vai dizer que a bonitinha da Jessica (do Tuula Vintage) não endeusou instantâneamente com esse  look? Principalmente com essa maxi clutch vermelha, que de prática não tem nada, mas deixa todo mundo com cara de milionária da novela mexicana.

O legal desses looks com maxi flores é que eles são bem mais democráticos do que os com as Liberty. Enquanto as florzinhas menores deixavam o visual com um aspecto menininha bem romântico, as flores mais amplas passam uma mensagem de maturidade e personalidade. Só dar uma olhada nessa mocinha toda diva no Stocholm StreetStyle.

E vocês? Acham que essas flores mais amplas pegam? Eu não só acho que pegam, como já quero as minhas pra ficar com cara de rica, phyna e bem sucedida. Afinal, não é a toa que essas estampas florais com fundo escuro sempre  parecem vir acompanhadas de acessórios douradinhos, não é?

Menta fresquinha

Wednesday, February 15th, 2012

AS MINA PIRA no tangerina abertão da Pantone, certo? Errado! Diz que o tangerina do verão já tá indo embora  e dando um espacinho pra cores com perfil mais discreto, pastel e romântico. Aparentemente, quem passou a ser a estrela da estação foi o lindo, o fresco, o primaveril, o delicinha verde  menta. É um xuxu de cor mesmo,  vai dizer?

Estou pesquisando bastante sobre a cor e colecionando looks nela. Fazia tempo que uma tendência de street style não me deixava tão empolgada, mas estou procedendo com cautela no consumismo. Logo, ainda não levei um verde menta pra casa.

Segundo o que li nos “como usar” por aí, o verde menta é o mais democrático da cartela dos  fluo apastelados (neologismo do dia). Aparentemente, essa cor veste bem em qualquer tom de pele ou cor de cabelo. Acho que é minha veia igualitária que me deixa  maluca pra provar uma  peça na cor e conferir  se o babado procede, sabe?

Mesmo assim, o verde menta me parece uma cor meio cruel: não consigo enxergá-lo como fácil de combinar e isso me deixa com muito medo de errar feio na hora de usar. Afinal, todo mundo sabe que tendência de cor é algo que tem uma chance gigante de virar  um desastre ululante.

Por enquanto, tenho visto muitas meninas apostando em verde menta + preto, verde menta + branco. Isso dá uma desanimada, né? As possibilidades de maior interessância que vi por aí foram esse look com a clutch azul deusa ali em cima e esse com a saia fluo abaixo. Belíssimas ideias primaverís em pleno outono, não?

Acho que eu seria feliz dentro de  qualquer uma dessas roupinhas coloridinhas e cheias de  classe.

Outra paixão que o verde menta vem provocando é a decorística. Talvez seja porque agora tenho minha própria casinha e me apaixonei pelas artes decorativas, mas nunca vi uma tendência da moda tão próxima da decoração como essa.

Os Pinterests da vida  exibem fotos de casas verde mentas em profusão! Como pintei meu apê  no ano passado de Azul Klein (phyna), acho que o namorado me tiraria-me minha própria vida se eu sugerisse um mentinha na sala nesse momento. Mesmo assim, to pensando seriamente em aproveitar essas inspirações pro quarto, que ainda não foi finalizado…

E vocês, estão inspiradas pelo verde menta como eu? Bom, se ainda não, só me resta compartilhar essa última foto pra vocês sofrerem essa paixão por uma cor que eu tenho sofrido:

CATAPLOFT COM A CARA NA BR!

Serio,  gente: se procurar por “fabuloso” no dicionário, certeza que acha essa foto. Linda demais!

25 sapatos para se ter na primavera

Friday, February 10th, 2012

A Vogue francesa postou essa semana uma seleção das 25 estrelas da próxima estação que estarão figurando nos pés das descoladas, antenadas e clássicas. Tem de tudo, alguns até acessíveis ($$$) para nós, mortais. Outros, só Lady Gaga segura, mesmo. Confere!


Por nada, não, mas esse Loubotin é a cara da Debs… E vocês, escolhem qual, meninas?

Experiências Esmaltísticas

Monday, February 6th, 2012

Esses dias passei em uma papelaria e ao ver a bandeja de glitters quase surtei! Acabei pegando alguns potinhos para tentar fazer algo que já estava na minha cabeça há algum tempo: Ombré Glitter Nails!!! Aqui no Fashion já tinha rolado post sobre o assunto, vocês lembram?

Como sou alérgica a esmaltes e não posso usar a linha de Glitter Forte da Hits, e meu bolso infelizmente não comporta comprar um Deborah Lippmann (mentira, eu que me recuso a pagar mais que 20 reais em qualquer esmalte, independentemente da marca), me joguei nos potinhos de glitter que custaram só sessenta centavinhos cada!!!

Essas foram as minhas escolhas: Brocal dourado, glitter preto, glitter dourado e glitter marrom. A diferença do brocal para o glitter é que os ‘pedacinhos’ do brocal são bem maiores que os do glitter.

Para começar as experiências, esmalte preto com glitter preto. Tinha tudo para ficar lindo, achei que ia ficar chique e elegante mas ficou bem bleh! O Glitter preto some no esmalte, fica parecendo que a unha está marcada na coberta.

Já a versão esmalte preto + glitter dourado ficou bem lindona!

Pos fim, esmalte preto com a unha completa de brocal dourado. A textura ficou um pouco estranha, mas gostei do resultado!

Enjoei do esmalte preto e resolvi trocar pelo nude! Daí testei com o glitter dourado e achei bem lindo!!!

Mas a combinação que ganhou meu coração foi esmalte nude e glitter marrom! Achei discreto e elegante, ótimo para as meninas que assim como eu querem se jogar na tendência, mas que trabalham em lugares meio ~antiquados.

Para dar esse efeito, em todos os casos eu passei duas camadas de esmalte e depois, enquanto o esmalte ainda estava úmido, eu apliquei o glitter com um pincel de leque. Não apliquei extra-brilho porque quando tentei ele tirou o brilho do glitter!

Ficou desse jeito por mais ou menos 1 dia e meio, depois desse tempo, a cor do glitter acabou saindo e fiquei com partículas prateadas, o que também ficou bonito!

Agora quero testar com cores mais vivas!