Posts Tagged ‘sintomas alergia a formol’

Força na peruca: formol no jubão – o porque sim e o porque não

Tuesday, November 23rd, 2010

UPDATE: Lavei o cabelo já e a progressiva saiu simplesmente perfeita. Cheguei a tomar banho de cachoeira no Itupava domingo e meu cabelo tá maravilhoso. Além disso, minha cunhada fez uma progressiva no mesmo salão esta semana e foi atendida pelo próprio dono que a tratou super bem e chegou a conseguir secar o cabelo ENORME dela com dois secadores ao mesmo tempo. O cabelo dela está perfeito também e ela foi REALMENTE MUITO BEM TRATADA.

Talvez eu tenha tido um azar de entrar no salão num dia realmente ruim para eles, da menina estar nervosa e ter errado a quantidade de formol bem comigo…não tenho como saber. Mas, considerando os bons resultados, eles merecem uma segunda chance.

De qualquer forma FIQUEM SEMPRE DE OLHO NA QUANTIDADE DE FORMOL. SUA SAÚDE AGRADECE,

O formol (também conhecido como metanal – brigadinha, Candy!) é um dos químicos mais presentes nos produtinhos que prometem mudar a textura do seu cabelo. Isso porque o bafo é poderoso e alisa/cacheia sem dó nem piedade. Mas isso vale sua saúde?

Quem leu meu post dos cachinhos pride, sabe que formol já virou meu segundo nome de tanto tratamento que eu já fiz nesse cabelo. Tola era eu, que não sabia dos perigos disso. Mas faz mais ou menos um ano que larguei dessa vida e resolvi não passar mais formol, quando li a primeira vez sobre seus efeitos.

O que vocês não souberam nesse post é que no dia em que o escrevi eu já estava com uma progressiva agendada e paga há uma semana. Resolvi fazer, já que progressiva sai com o tempo e rolam lendas de que dá um trato no cabelo que não tem sido tão amado pela vida.

Os efeitos da progressiva são ótimos. E o preço para sua saúde é proporcional.

Segui para o Salão Louis Antoni, em Sta. Felicidade. Vamos considerar que quando cheguei nesse salão, fui atendida por alunas sem me avisarem disso. Não que eu ache errado fazer tratamentos com aprendizes – elas acabaram de fazer o curso, os cuidados tão frescos na cabeça delas e em algum lugar elas tem que começar. Mas eu acho errado botarem aprendiz pra fazer seu cabelo sem te avisar. Primeiro ponto negativo que me fará jamais pisar lá de novo.

Mas, seguindo a história, as meninas me tacaram um produto na cabeça sem me perguntar se eu era alérgica. Senti um cheiro forte, meus olhos coçaram e até a mocinha de dezessete primaveras (eu perguntei) que tava chapando meu cabelinho passou um pouco mal. Foi então que reconheci meu velho amigo.

Formol eu conheço, porque quando formol era a única opção da traveca desesperada pelo cabelo da Sandy, eu tava lá linda e loira (juro!) na cadeira da louca que me tacava formol na cabeça sem piedade. Na época meu organismo era bem mais resistente, mas hoje a tia tá ficando velha. Resultado: acabei de tomar anti alérgico, tô tossindo, com a respiração detonada e com uma leve descamação nas mãos. E isso porque eu tenho muita sorte de ter uma alergia bem leve.

Agora eu me pergunto: quanto tempo vai demorar pra que essa gente que aplica formol sem perguntar receba as consequências serias de seu ato? Porque isso é uma coisa que realmente não é brincadeira – tanto que usar formol em salão é proíbido em alguns estados!

This is the ugly true about formol: ele não faz bem pra ninguém, mesmo que você não tenha alergia nenhuma. O formol pode alisar e dar brilho. E esse benefício vem com alergia na pele, vermelhidão e faz um bruta mal pro sistema respiratório comprovadamente. Existem estudos que o associam com câncer, mas tem sido cada vez mais descartados – desse mal parecemos estar livres.

O triste é saber que quando você chega num salão ainda existe gente que te joga formol no cabelo sem perguntar se você é alérgico. Mesmo com consequências catastróficas já documentadas. Eu sou uma banana como consumidora, as pessoas me enrolam e eu fico com cara de babaca sem falar nada normalmente. Além disso, já tinha passado formol sem piores consequências, então segui o tratamento e tô pagando por isso.

Enquanto a coitada da aprendiz tossia igual uma condenada passando o produto no meu cabelo, a cabeleireira chefe percebeu minha cara de desconfiança e disse “Meldels! Seu cabelo tá ficando lindo!!! Vale a pena o sofrimento, não?”. QUERDIZER…

A nossa defesa? Perguntar pra mocinha que tinha obrigação de te perguntar primeiro. E mesmo assim ela pode mentir, então confira o rótulo de tudo que te aplicarem. A maior quantidade permitida em formulações cosméticas é de 0,2% – o que é insuficiente para produzir alisamento. Então, coração, se passaram formol no teu cabelo e ele esticou, gata, te enganaram legal. O máximo que você pode usar só provocaria uma redução de volume.

Existem vários produtos sem formol que causam bons efeitos e preservam sua saúde!

Existem outras saídas para alisar, anota aí: Tioglicolato de Amônio, Hidróxido de Sódio, Hidróxido de Potássio, Hidróxido de Cálcio, Hidróxido de Lítio e o Carbonato de Guanidina. Todos produtos permitidos pela Anvisa e que podem te ajudar a formatar o jubão.

O que podemos fazer? Avisar a dona do salão. E denunciar caso ela insista no perigo. Se você acha que tá prejudicando a mona ao fazer isso, pense que você pode estar salvando uma vida – sem exagero nenhum.