Posts Tagged ‘cabelo ressecado’

Dúvida da leitora: tô esquecida

Monday, October 24th, 2011

Olha a cartinha fresquinha daquele jeitinho que a gente morria de saudades! Dessa vez uma leitora muito querida pela nossa geração cai em reincidência e vem tirar uma dúvida comum conosco: alzheimer na hora de se vestir é normal?

“HeloooOoooooOOOooooUUOoooouuUUU -oh oh oh oh OOOOw darlings!

Tô aqui com um problema fashionístico daqueles que só vocês podem resolver: tô esquecida! Cê acredita que esses dias saí pra bater perna e comprar lingeries adequadas a meu tamanho novo (to fofinha, gente) e esqueci completamente de botar calça. Ói que loca! Ói que cabeça a minha! Ói meu falsete eeeOOOOOooooooowoowowowowowow uuuuuuuuu oh oh.

Então, queria saber a opinião de vocês: posso continuar saindo assim? Tô gata? Chamei atenção demais?! Ai, foi tão prático na hora do provador!

Beaj no coracinho!

X- Tina com bacon”

Chris do céu, isso não é uma foto – é um assassinato da minha adolescência. Sim, minha adolescência passada na frente do espelho cantando e dançando GENIO ATRAPADO e sonhando em ser do seu ˜˜corpo de baile. Minha adolescência com barriga chapadinha (01 sdds) em que eu dizia pra todo mundo que tinha o mesmo peso que você. Parece que não podemos mais emprestar calça 36 uma pra outra, Chris.

Agora, vamos falar uma coisa: engordar nem é o caso. Mulher, me esquece o sutien em casa, mas não me esquece o bom senso desse jeito. Eu nem preciso falar dessa roupa semi nua expondo as rolicicidades porque o mundo já tá fazendo isso. Então vou abordar o tópico que me parece mais absurdo – porque dinheiro não compra bom gosto mas compra Máscaras da Redken. Christina, que que se passa com seu cabelo?

Não precisa fazer que nem eu e passar a faca, amiga, mas, sei lá… corta as pontinhas? Repicadinho, sabe? Compra um potinho de Niely Gold Hair Food e taca nesse picumã? Christina, reage, faz alguma coisa!

Olha, antes eu achava que o divórcio tinha te deixado may perturbadinha, mas to mudando de ideia. Eu acho que depois de você ter falhado miseravelmente na passagem pra segunda fase da sua carreira, decidiu parar de jogar dardos naquela foto gigante da Neide que cê tem na parede do escritório e fazer alguma coisa. E a coisa escolhida foi usar a mesma técnica dela.

Cabelo miseravelmente ruim, engordadinha damizade, esquecer peças estratégicas da roupa, fingir que nem notou que tá parecendo uma Maria louca, notas de alcoolismo e amizades com socialites duvidosas… Tudo seguido a risca.

Olha, Chris, se eu tiver certa, a gente tem que levar uma coisa em conta: falta pouco pra você pirar o cabeção tamanhamente que alguém intervenha e raspe esse cabelo sofrível com a graça de Santa Cher. Caso um paparazzi te ataque em tal momento da sua vida, posso oferecer meu guarda chuva da parada gay em cores do arco-íris pra tudo ficar mais colorido.

Até porque não aguento mais ver você em jaquetas de couro, spikes, BONÉ (seria pra ninguém te reconhecer?), saltão preto e todos os clichês roqueiros do mundo pra depois REBOLAR ASSOBIADINHO com o Maroon 5 – esse ícone do rock, né mesmo? Chris, 01 dica: se veste que a onda ˜˜rockinho chic já passou graças a deus e daqui a pouco a Taylor Monsem vai te chamar de mamãe e grande referência.

01 abraços FOFINHOS