Posts Tagged ‘avon pirulito’

Testando 1, 2, 3: Esmaltes Avon, Secante Risqué e mais bláblablas

Monday, October 24th, 2011

Hoje o post é rapidinho porque tem muita coisa pra falar. Então simbora: pra começar, vamos falar da dona Sheilla, que me mandou encomendas essa semana. Entre elas, estavam duas cores lindinhas de esmaltes da Avon:

Faziam uns dois anos que eu não usava um esmalte Avon e posso dizer que eles melhoraram muito com o tempo. Cobertura excelente, cor bacana, etc… Mas já falamos disso.

Primeiro eu queria contar que a Sheilla vende Avon pra Curitiba e região. É bacana ter esse tipo de indicação porque sempre aparecem leitoras perguntando pra gente com quem a gente compra, em quem a gente confia… Então mistério resolvido: é com a Sheilla. Pra fazer contato é só comentar no blog  dela – que aliás tá muito legal. E a entrega é super rapidinha.

 

Ganhar esmalte novo me animou a pintar as patas – que já precisavam disso faz tempo. Olha, difícil adimitir, mas minhas unhas tão em petição de miséria. Minhas cutículas estão quase virando um patágio de tão grande – e até por isso eu não testava esmalte há tanto tempo. Tenho unha feita, mas tenho vergonha na cara de mostrar essas coisas pra vocês, né?!

Só que com esmalte novo me senti no direito até de fazer ~~nail art. Ta aí, unha com charminho de Glitter Forte 387 da Hits. Já a cor da Avon é um vermelho meio rosado bem aberto que a foto não mostra um décimo da lindeza. O nome é Pirulito. E esse post tá o cúmulo da desorganização informacional, mas toca o barco mesmo assim.

Por último, uma dica pra vida: comprem já um óleo secante da Risqué. Já mesmo, é sério. Porque eu tô aqui, às dez da noite digitando isso de boa na lagoa com unhas secas menos de quinze minutos depois de fazê-las.

Pra mim, que só posso fazer as unhas em horários alternativos (ou seja, naquele meu tempinho livre na agenda entre meia noite e seis da manhã) ter um óleo secante é mais que essencial. Me permite fazer coisas supérfluas da vida depois de fazer a unha – como comer sem passar esmalte no sanduíche, cozinhar meu próprio alimento e até dormir sem ficar com texturas de edredom na unha pela manhã.

É gente, cês tão achando que depois de casar e ter emprego de verdade na vida a gente pode continuar fazendo a unha e deixar secando no soprinho? No ventinho? Já recomendo que quem quer moleza sente num pudim mas não case/vire redator.

Então deixa eu correr aqui, tirar a panela do fogo, tomar um banho quentinho, um relaxante muscular e dormir porque a última semana do mês é faca na caveira (e nada na carteira – não esqueçamos).

PS: alguém tem algum truque pra manter unhas e sobrancelhas feitas enquanto a falta de tempo bate a sua porta? A primeira engraçadinha que responder “Parando de blogar” toma um pescotapa 😉