10 dicas originais para economizar na praia

1. Economizar na viagem para a praia, ao conduzir mais devagar

Quanto dão as férias já está ansioso para chegar à praia. Porém, é necessário parar para pensar e dar o freio à paciência e ao acelerador. Desta forma, você irá poupar antes de chegar ao destino costeiro. Como? Se conduzir a uma velocidade de 10 km abaixo do limite, consegue-se uma economia de combustível de cerca de 8,3%, segundo o site de segurança rodoviária segurança viária. Além disso, com uma condução tranquila e sem acelerones, pode-se reduzir o gasto com combustível em até 4 euros por cada 100 quilómetros.

  • Aqui há outros truques para poupar quando se conduz.

2. Economizar na viagem para a praia com a comida

Se a viagem é longa, deve-se parar a cada duas horas para descansar. Mas isso não quer dizer que tenha que comer na estrada, onde uma refeição familiar para quatro pode atingir os 50 euros. Tomar um café ou um refrigerante basta, e você pode almoçar no carro durante o trajeto. Lanches e sanduíches, mais algumas peças de fruta, podem formar um excelente menu, e muito barato!

Imagem: Visit St. Pete/Clearwate

3. Poupar com um equipamento próprio para construir castelos de areia

Espátulas velhas para pintar, pincéis, bandeiras de aniversário, copos de plástico ou moldes de cozinha que já não se usam. Reciclar os cacharros antigos que se acumulam nas gavetas é uma boa ideia para a construção do mais belo castelo de areia sem gastar nem um euro.

E se você não tem este tipo de material para poder recicle ou descarte esta opção, convém comprar em um site barato da cidade dos brinquedos que podem ser utilizados em férias e levá-los até a praia. Nas lojas e barracas de praia sempre serão mais caros!

4. Economizar com água fresca conduzida de casa

Os 1,50 euros que podem cobrar por uma garrafa de água em um bar não é muito dinheiro. Mas se multiplicarmos esse valor por cada dia de praia e cada membro da família pode ser uma fortuna! Sobretudo tendo em conta que em uma loja a água é muito mais barata e que não custa nada levá-la até o arenal já comprada.

Para que a água se mantenha fresca durante horas, uma boa idéia é ter congelado previamente em casa. Além disso, levá-la gelada ajudá-lo a manter fresca alguma peça de fruta que você escolheu para beliscar entre as refeições.

5. Economizar ao escolher a praia destinos menos conhecidos

Por que são tão caros os destinos mais conhecidos? Porque todo mundo vai lá! Um lugar não se coloca apenas de moda por capricho, mas por seu charme e beleza, suas águas limpas… mas há centenas de arenales. E muitas vezes as praias mais desconhecidas, são, além de sites mais baratos, que acabam por gostar mais.

Imagem: Olichel

6. Economizar com comida caseira

Antes de sair de viagem, para ser instalado em um apartamento, teria que estocar a maior parte de suprimentos básicos que são necessários para passar as férias. A maioria dos establecmimentos de praia -mesmo os de custos mais baixos- suba seus preços no verão e não tem sentido pagar mais pelos mesmos produtos. Creme solar, água, leite, sucos, biscoitos, etc. podem levar junto com a bagagem, enquanto que os produtos frescos são comprados no destino de praia. É assim que se economiza muito dinheiro!

  • Aqui há outros truques para poupar dinheiro ao fazer a compra.

7. Poupar com um orçamento

Quase nunca é feito em férias, mas estabelecer um orçamento é tão importante para levar a rotina diária para os dias que se passam fora. Há centenas de maneiras de organizar quanto dinheiro se destina para cada jornada, mas um método muito simples é dividir o orçamento por dias e colocar o destinado a cada dia em um envelope. Assim, você terá um limite diário e nunca será gasto no início planejado para todas as férias.

8. Economizar com estacionamento na praia

Muitas vezes, ao redor das praias é muito difícil estacionar, por isso que os estacionamentos não alteram seus preços. E muitos municípios, inclusive de cidades pequenas, implantaram a zona azul nesses lugares. Para evitar pagar custos exorbitantes, você pode deixar o carro em casa e chegar até o arenal a pé ou de bicicleta ou perguntar no posto de turismo municipal como acessar a praia em transporte público.

Se fica muito longe e não há mais remédio que usar o carro, é útil perguntar até que horas se aplica a taxa de pagamento -em alguns sites às 18:00 horas termina a zona azul – e aproximar-se da praia as tardes. Vai ser tão divertido, haverá menos pessoas e se pode apreciar o pôr-do-sol na praia!

Imagem: yanlev

9. Economizar em viagens com amigos

Para que as férias saiam mais baratas você pode ir para a praia com os amigos ou familiares e compartilhar despesas. O aluguel de um apartamento e a comida sairão muito mais baratos. Além disso, quando se vai em grupo, poupar muito dinheiro em atividades. Realizam-Se mais um jantar relaxante em casa, se praticam esportes na praia, passar o tempo com jogos de mesa, etc., e não se visitam os locais de entretenimento como o cinema, as pistas de bowling ou mini-golfe.

10. Poupar nos presentes de lembrança

Todo mundo gosta de ter uma lembrança de seu local de férias, mas, em geral, as lembranças são de baixa qualidade e nem sempre agradáveis. Ao final, acabam quebrados ou armazenados pouco tempo depois de tê-los comprado. Em seu lugar, podem-se fazer algumas fotos ou que as crianças façam desenhos de praia e férias. Depois, você pode comprar um quadro bonito e lhe dar um retrato familiares e amigos ou decorar as paredes da casa com estes agradáveis recordações.

Tags:

dicas para viajar, praias, dicas para poupar, férias

Área relacionada

E além disso…

Veja mais sobre as Ideias e dicas

RSS. Segue informado

RSS sobreahorro viajar

Ao postar um comentário você concorda com a política de proteção de dados

Os comentários de CONSUMER EROSKI são moderados para garantir um diálogo construtivo entre os usuários, por isso, não serão exibidos imediatamente.

Aqui explicamos o que critério seguimos para postar comentários. Aqueles usuários que não seguirem estas regras de cordialidade não terão as suas opiniões em nosso site:

  • Envie, por favor, comentários destinados a compartilhar opiniões em relação aos temas publicados em nosso portal.
  • Evita os insultos ou as desqualificações para fomentar um ambiente em que todos se sintam confortáveis e livres, em suma, um tom que favoreça a participação.
  • Ao comentar, procure não ser repetitivo. Neste sentido, não serão publicados comentários de usuários que utilizem outros perfis para incidir em um mesmo tópico.
  • Não use este canal para anunciar conteúdos comerciais.

Consumer Eroski não se responsabiliza pelas opiniões expressas por seus usuários.

Consumer Eroski é um produto informativo da Fundação Lusa. Qualquer comentário sobre a marca Lusa deve dirigir-se ao Atendimento ao Cliente da Lusa.

10 livros para que as crianças sejam mais solidários

1. A que sabe a lua?


Este livro da editora Kalandraka está especialmente recomendado para primeiros leitores cuja estrutura baseia-se na repetição e o acúmulo de personagens. Escrito e ilustrado em 2011 pelo polonês Michael Grejniec, esta obra mostra que as coisas compartilhadas sempre sabem muito melhor e que os sonhos podem se tornar realidade graças à união e a cooperação.



Qual o argumento? Na floresta, todos os animais desejam descobrir a que sabe a lua: se era doce ou salgada. Todos tentam pegá-la, alongando o pescoço, as pernas e os braços até que a tartaruga teve uma ideia genial e disse ao elefante: “Se você vai subir à minha volta, talvez cheguemos à lua”.


2. Filipinas: três histórias de acordar


Este livro foi publicado em 2016 por Oficina de Solidariedade. Com ele, a ONG pretende mostrar a realidade em que vivem muitas mulheres nas Filipinas e promover valores como a solidariedade através do comércio justo e a importância de construir um futuro em que a igualdade de gênero deixe de ser uma utopia.


Oficina de Solidariedade foi editada esses contos solidários como ferramenta educativa para que sejam distribuídos de graça entre as escolas, brinquedotecas e bibliotecas de 13 províncias espanholas. Editadas pela Fundação SM, são um despertar da consciência em questões como o acesso à educação, as condições de desigualdade no acesso ao mercado de trabalho das mulheres e o impacto que os desastres naturais têm na vida da população mais vulnerável do país.

Imagem: Oficina de Solidariedade

3. Cada família, com o seu ar


A solidariedade começa por aceitar que somos diferentes e que a pluralidade há neste mundo mais enriquecido. O livro ‘Cada família, em seu ar. O grande livro das pequenas diferenças’, adentra a diversidade das configurações familiares: famílias nucleares, monoparentais, LGBT, que vivem na tribo, sem filhos, misturadas e sem misturar. Sua autora e ilustradora Béatrice Boutignos nos sobre a diversidade e a normalidade das tipologias de famílias onde todas as crianças vivem amados nelas. Um livro publicado em 2016 pelo Hotel Papel Edições.


4. Por um mundo melhor


A editora de literatura infantil Emonautas aposta na criação de um mundo melhor, baseado no amor e respeito a si mesmo, a responsabilidade, a sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente. Assim que preparou um pacote especial que inclui três livros para crianças a partir de cinco anos, com as respectivas guias pedagógicas escritos entre 2016 e 2017. A editora vai doar um conto a Cruz Vermelha para cada pacote vendido.


O primeiro é ‘O casaco de Jana’, um conto que trata sobre a auto-estima, da identidade pessoal e como ser você mesmo. O conto ‘o Que acontece com o planeta?’ aborda a situação ambiental a partir de uma perspectiva divertida e compreensível para os pequenos a partir de seis anos: desde o aquecimento global, o efeito estufa, a poluição, o desmatamento ou o que você pode fazer para cuidar do planeta. E, por último, ‘Se eu tivesse uma palheta’ conta a história de um porco-espinho que vai descobrir o que é a auto-estima e o quão importante é aprender a cuidar de si mesmo e dizer não de vez em quando.


5. O peixe Arco-íris


Trata-Se de um conto para crianças de dois a seis anos, que transmite valores como a amizade, o egoísmo e a importância de partilhar e ser solidário com os outros. Seu autor e ilustrador Marcus Pfister, nascido na Suíça, sobre o mundo marinho para os mais pequenos, e mostra como alguém pode chegar a sentir-se muito só, apesar de sua beleza. O conto, da Editora Beascoa escrito em 2013, mostra o peixe mais bonito do oceano com escamas brilhantes de todas as cores e também um peixe orgulhoso e vaidoso que, por não compartilhar vai ficando sem amigos.


Da mesma coleção foram lançados títulos como ‘O peixe Arco-íris volta a casa” em 2014 ou o último lançado neste ano ‘não vamos Jogar para o esconderijo peixe Arco-íris?’.

Imagem: Eu gosto de ler

6. Super-herói. Manual de Instruções


Este conto escrito por Kristy Dempsey e ilustrada por Mark se econtra dirige-se a crianças a partir dos três anos que, através de sete passos simples se transformam em super-heróis de carne e osso, com poderes extraordinários. Neste divertido manual, publicado em 2017 por Anaya, trabalha aspectos como a empatia, a tolerância, a justiça, a solidariedade, o companheirismo ou a generosidade. Além disso, os pequenos poderão saber qual é o veículo escolhido por sua personagem e ajudá-lo a salvar o mundo.


7. A árvore da escola


Há livros que guardam os temas cheios de força a que o leitor chega através de uma pequena história, e que esta empurra a ver muito mais do que a aparência mostra. Este exemplar, escrito por Antonio Sandoval, ilustrado por Emilio Urberuaga em 2016 e editado pela Kalandraka, é uma oportunidade para apreciar as árvores, pensar o cuidado de que necessitam e o tratamento respeitoso para com eles. Você também pode dar lugar a repensar os pátios escolares, como são e o que acontece neles, assim como a importância e as razões para ter árvores nas cidades. A história fala também da iniciativa pessoal, o trabalho em grupo, a generosidade, os acordos em conjunto e a vida que cresce.

Imagem: GoodNCrazy

8. Eu sou diferente, mas tal como tu.


Este conto editado em 2009 pela CREENA (Centro de Recursos de Educação Especial de Navarra), conta de forma simples, a história de João, um menino que estuda na primária e que tem T. G. D (transtorno global do desenvolvimento). O livro, elaborado por Susana Neves, mãe de um menino com síndrome de Asperger, tem como principal objetivo ajudar todas as crianças “normais” para entender a crianças com autismo. Uma simples forma de entender que todos somos diferentes e no fundo nós somos iguais, uma visão mais ampla e solidária a todos aqueles que têm alguma deficiência. Você pode adquirir de forma gratuita descargándolo aqui.


9. Contos do Mundo


Esta coleção publicada em 2004 pela Cáritas é uma pequena contribuição para o conhecimento de uma sociedade que a cada dia é mais multiétnica. Através dos contos, os menores se aproximarão diferentes culturas, aprender que existem outras costumes e crenças e que todas, sendo diferentes, têm o mesmo valor. O primeiro título ‘Abenyonhú’ é uma história mágica que fala do amor entre Dangbé (o deus pitão transformada em arco-íris) e uma menina na África central.


Esta ONG tem outras guias para que os educadores trabalhem com crianças valores como a solidariedade e a igualdade , através de jogos e contos como ‘O Reino dos sonhos’ ou ‘A lenda do pote de metal’.


10. Contos para crianças: guia de clássicos e novos


A ONG Oxfam Intermón deixa baixar de graça um guia de contos para crianças, alguns clássicos e outros novos que convidam a explorar novos mundos e experimentar novas sensações. Esta guia publicado pela Oxfam Intermón em 2017 permite que, graças aos protagonistas dos contos os meninos e meninas entre 0 e 12 anos de descobrir e assimilar valores como a amizade, o respeito, a solidariedade, a cooperação, a igualdade, desde ‘João e Maria’, que mostra como um irmão e uma irmã colaboram para salvar-se mutuamente e o conseguem graças aos seus esforços conjuntos, até ‘Cinderela’ que mostra que apenas aquele que é sincero consigo mesmo atinge a sua recompensa.

Causas da disfunção erétil em Jovens

Ao nomear a disfunção erétil., muitas pessoas tendem a pensar em pessoas de idade avançada, mas não é bem assim. Cerca de 20% dos homens que consultam profissionais sobre a DE e os sintomas de impotência masculina, têm entre 18 e 25 anos; e ainda assim há uma grande percentagem de homens que não acurden a profissionais em busca de uma solução.


Alguns optam por tratamentos com suplementos naturais no caso usando o X MAX GROW que é feito a partir de igredientes totalmente naturais, e além disso não causa efeitos colaterais.


Se bem que, a ocorrência de impotência sexual em jovens em muito menor que os de idade mais avançada, não é um impedimento, e as causas de disfunção erétil). em jovens podem aparecer, sem discriminação de idade. O mais recomendável é que se você tem uma idade relativamente curta para sofrer disfunção erétil., acudas um profissional, o mais cedo possível para que se possa identificar rapidamente o problema, isto é, a causa da impotência, a fim de realizar o tratamento mais eficaz.


Quais são as causas da impotência masculina em jovens? São diversas as causas que afligem os jovens com disfunção erétil e variam de acordo com cada organismo. Muitos deles não sabem qual é a função normal do sexo, pelo que se preocupam com situações que não devem se preocupar e se inibem.


Há casos que têm uma maior seriedade, e sobre aqueles homens que estão com sobrepeso ou sofrem de diabetes, incluindo também os jovens que têm problemas com a circulação de sangue ou uma lesão na pélvis.


Outras das causas de impotência sexual em jovens, e é uma causa muito incidente, é a psicologia. Os jovens, há muitos aspectos psicológicos que podem provocar o aparecimento da impotência, entre os mais importantes, podemos citar a depressão, transtorno de ansiedade, estresse, etc., mas além disso, podemos mencionar outros aspectos que se relacionam diversamente dos jovens, incluindo o medo de fracassar na relação sexual, o complexo produzido pela falta de experiência, o não conhecer, a utilização de contraceptivos, o medo que se concretize uma gravidez, etc.


As causas psicológicas podem ser as mais fáceis de corrigir, porque só necessitam de tratamento psicológico, sem a necessidade de fazer um tratamento farmacológico.


Disfunção erétil no verão


Sabe do que estamos falando? De acordo com um importante Centro de Urologia, foi determinado, através de estudos e estatísticas, o verão é uma época do ano em que se remetem maiores quantidades de relações sexuais, pela capacidade de conhecer mais pessoas, férias e outros. Normalmente, pode acontecer que o excesso de relações sexuais pode produzir uma passageira, mas, além disso, é um momento em que se pode detectar de forma mais rápida.


Cabe esclarecer que determina que a disfunção erétil é considerada crônica e precisa de um tratamento, quando os episódios são mantidos por pelo menos três meses. Se o tempo é menor, pode ser apresentado por um mau momento psicológico atual, por um hábito de vida novo, e outros.


É sempre recomendável que se recorra a um profissional, de forma imediata para detectar a doença de forma prematura e poder corrigir a situação.


Para mais informações sobre as causas de impotência, você pode visitar:

14 maneiras de cuidar do seu corpo com o óleo de coco neste verão

Em geral, os óleos vegetais e, especialmente, o de coco são nutritivos para a pele, pois lhe fornecem os nutrientes necessários para regenerar a sua estrutura, e impedem a desidratação da pele, formando uma barreira protetora.

Além disso protegem a pele contra a agressões externas (poluição, fumaça, frio, vento, sol, etc.)

Procura um bom óleo de coco virgem, de preferência com certificação ecológica. Se estiver sólido, só tens que deixar que se licúe entre suas mãos ou aquecê-lo alguns segundos em banho-maria.

Os componentes do óleo de coco virgem são capazes de penetrar na pele e melhorar a sua estadoo. A amolecer, a protegem e conservam hidratada. Também agem sobre os dentes, as mucosas, o cabelo ou as unhas.

1. Antes de tomar sol

Aplique uma pequena quantidade de óleo de coco antes de exponerte ao sol. É ideal se não vai ficar por muito tempo ou durante as horas centrais do dia. O óleo de coco virgem, sem aditivos, tem um fator de proteção natural do que 4).

Fruta versátil

2. Depois da praia

Na praia é necessário ficar um creme protetor natural certificada com filtros minerais. Após o banho, você pode colocar o óleo de coco para evitar a desidratação da pele e protegê-la graças a seus compostos antioxidantes.

3. Como repelente de insetos

Misture um pouco de óleo de coco com óleo essencial de árvore de chá ou de citronela e aplique sobre as áreas que mais gosta de mosquitos.

4. Se você já se foi picado por um mosquito

As picadas dos mosquitos são praticamente inevitáveis. Colocando uma fina camada de óleo de coco por cima reduz o desconforto da coceira e proteges a área de sujeira e bactérias. Também é útil para riscos e arranhões.

5. Ante o cabelo seco ou danificado

A água salgada do mar e o cloro da piscina se deixam o cabelo estropajoso. Ponte óleo de coco nas mãos e desportivo internacional pela cabeleira antes de saltar para a piscina ou para mergulhar no mar.

Também você pode aplicá-lo depois de lavar o cabelo, como um condicionador natural. Deixe agir por um período mínimo de 4 horas antes de esclarecer o assunto.

Cosmética natural

6. Ao rasurarte

O óleo de coco é melhor do que as espumas de barbear. É suavizante e hidratante, sem a necessidade de nenhum ingrediente químico. Mas o mais importante é que reduz ao mínimo a erosão cutânea.

7. Lábios perfeitos

A pele dos lábios é muito fina e sensível à radiação solar. Passar por eles um dedo umedecido em óleo de coco; pode significar a diferença entre uns lábios secos e uns suculentos.

8. Uma tez luminosa

Aproveite as propriedades hidratantes e antimicrobianas para limpar o rosto. Você pode umedecer com o óleo de um disco de algodão e limpiarte bem a pele. Serve para remover a maquiagem.

9. Como desodorante

Você pode aplicá-lo tal qual nas axilas ou fabricar um desodorante em barra caseiro. Mistura de 100 ml de cada um dos seguintes ingredientes: bicarbonato de sódio, óleo de coco e a maisena. Misture primeiro o fermento e a maisena com um garfo. Em seguida, adicione pouco a pouco o óleo de coco até formar uma pasta.

Bonita sem gastar

10. Para esfoliar a pele

Misture um pouco de óleo de coco com açúcar para criar um esfoliante corporal com propriedades hidratantes. No verão é mais necessário do que nunca remover as células mortas e todo o tipo de impurezas que se acumulam na pele.

11. Contorno dos olhos, sem rugas

Os produtos específicos para a área dos olhos não são baratos e, muitas vezes, estão carregados de químicos. Aplique óleo de coco a cada noite antes de dormir e pela manhã, ao olhar no espelho, verá a surpresa.

12. Dentes mais brancos

Dê uma gota de óleo de coco por cima da pasta de dentes e cepíllate como de costume. As gengivas sofrerão menos com a escovação e a superfície dos dentes aparecerá mais limpa.

13. Unhas saudáveis

Alguns médicos com experiência se fixam as unhas para adivinhar o estado de saúde geral do paciente. Para que suas unhas estão perfeitas e protegidas, esfregue uma pequena quantidade em cada cutícula do cabelo. Irá protegê-lo de chato infecções.

Cozinha de dez

14. Óleo para massagem relaxante

Convence seu parceiro para um amigo para regalaros uma massagem mútuo. Adicione algumas gotas de seu óleo essencial favorito (lavanda ou da calêndula são muito agradáveis e relaxantes, por exemplo) ao óleo de coco e extiéndelo com generosidade nos ombros e nas costas de seu companheiro. Amassa-se bem os trapézios para desfazer qualquer contratura.

10 Alimentos anti-fatigue para ter mais energia

A fadiga é o resultado lógico de um esforço físico ou mental intenso e continuado, e costuma desaparecer depois de uma noite de sono profundo. No entanto, há épocas ou situações vitais em que a fadiga não acusa mais e o descanso nocturno, não basta.

A fadiga não só diminui a energia. Também implica alterações recorrentes: dores nas costas ou de cabeça, problemas de memória, perda de motivação, falta de apetite, etc.

Um excesso de farinhas refinadas e açúcar e gordura contribui para piorar a fadiga. Também pode acentuar pelo acúmulo de toxinas, uma alimentação inadequada em geral ou pelo mau funcionamento de alguns órgãos depurativos.

Se o cansaço e o desanimo nos invadem, recorrer aos alimentos para recuperar o tom vital é a opção mais inteligente e saudável de restaurar o nosso vigor. Apresentamos-lhe dez autênticos “chutes” de energia natural.

1. Aipo

Seu suco é um tônico natural. Ajuda a eliminar líquidos e resíduos metabólicos, remineraliza e alcaliniza o sangue. Tomar meio copo de suco pela manhã e ao meio-dia, antes ou após a refeição para se beneficiar de seus efeitos.

2. Feijão azuki

Este vegetal é rico em vitaminas B1, B2, B6, cálcio, fósforo, magnésio, ferro e proteínas de qualidade. Fornece energia ao rim e nutre a flora intestinal ao tomar 50-70 g três vezes por semana, como forro ou prato principal.

3. Agrião

Contém vitamina C (43 mg/100) e abundantes minerais, em especial ferro e iodo. Um tônico geral útil perante a astenia primaveril.

Para diminuir a sensação de fadiga deve tomar 50-100 g crus diariamente, em saladas ou para acompanhar.

4. Chucrute

Como todos os vegetais redondos, a couve é uma fonte de energia que calma, centrada e estabiliza. Facilita a eliminação de toxinas e favorece o bom funcionamento dos órgãos digestivos. Escolha chucrute de fermentação natural e evita as conservas industriais elaboradas com vinagre.

Para desfrutar de suas propriedades anti-fadiga toma uma colher de sopa diária, como guarnição de pratos principais.

Saúde digestiva

5. Tâmaras

É uma fruta de grande poder energético: dez tâmaras trazem 275 kcal, 11% das necessidades diárias de um adulto. Tem minerais, oligoelementos e vitaminas do grupo B, que facilitam o aproveitamento dos carboidratos pelas células, o que contribui para a sua ação estimulante.

4-5 diariamente com o almoço que lhe ajudarão a se sentir mais cheio de energia.

6. Damascos

Os damascos secos são uma boa fonte de energia. Fornecem calorias (257 kcal/100 g) concentradas e acompanhadas de oligoelementos e vitaminas que equilibram o sistema nervoso. Você pode tomar 3 ou 4 a meio da manhã ou lanches para te dar um empurrãozinho.

7. Pinhões

Ricos em proteínas completas, vitaminas B, ferro (3 mg/100 g) e ácidos graxos essenciais, são muito indicados se houver fraqueza ou cansaço. 20 pinhões, a meio da manhã e a meio da tarde, te ajudarão a se sentir mais descansado.

8. Toranja

Por ser rico em vitamina C (35 mg/100 g) ajuda a combater a fadiga. Tem também um composto amargo que atua como drenante hepático. Um copo de sumo de toranja de manhã e com a comida lhe dará o impulso de energia que necessita.

9. Quinoa

Juntamente com vitaminas e minerais, fornece todos os aminoácidos essenciais, o que a torna um alimento de primeira ordem em uma dieta vegetal. Para combater o cansaço pode levar 80 g junto com legumes três vezes por semana ou 20 gramas diários, como forro.

10. Gergelim

Com ácidos graxos essenciais, proteínas, lecitina, vitaminas e minerais, tonifica o sistema nervoso e promove a atividade sexual. Uma colher de sementes moídas ou de tahini te ajudarão a combater a fadiga.

10 alimentos antienvelhecimento que lhe dão anos

O desenvolvimento de muitas doenças crônicas e degenerativas se acelera por hábitos pouco saudáveis.

O estresse oxidativo é um dos principais culpados e é causado por um desequilíbrio entre a inevitável produção de radicais livres no organismo e a capacidade de se defender deles.

Alimentação saudável

Os alimentos antioxidantes neutralizam o estresse oxidativo que suportam os tecidos e que pouco a pouco vai inflamándolos e danificando-os.

Nutrientes antioxidantes como as vitaminas C e e, a pró-vitamina A e os minerais zinco e selênio ajudam na formação de colágeno, a proteína que forma a estrutura da pele, dos ossos e dos órgãos. Têm um efeito semelhante multidão de compostos que são encontrados nas plantas. Além disso, você precisa de proteína suficiente para favorecer uma certa renovação dos tecidos.

Alimentação saudável

Outros fatores que diminuem o estresse oxidativo são a atividade física adequada, descanso, exercícios de respiração profunda ou tirar a vida de forma positiva..

Uma das chaves para envelhecer com saúde é a moderação. Nunca vírgulas até se sentir cansado. Outra é fazer pequenos jejuns regulares para estimular a regeneração.

Também leva, de forma regular, os seguintes alimentos para dar mais anos de idade e saúde para sua vida.

1. Pimentão vermelho, traz antioxidantes essenciais

É muito rico em vitamina C e provitamina A, antioxidantes indispensáveis. Cru conserva suas propriedades, mas cozido e descascado é mais digestivo.

Consome – meio pimento vermelho por dia.

2. Bagas de Goji, fornecem vitamina C

Pequenas frutas ricas em vitamina C e com uma elevada capacidade antioxidante, já que contêm uma elevada quantidade de minerais e vitaminas.

Antioxidante

Tomar 1 colher de sopa diária.

3. Uvas pretas com resveratrol

Ricas em um dos antioxidantes mais eficazes, o resveratrol. Os antioxidantes encontram-se sob a pele e muitos deixam uma sensação adstringente.

Uma tigela grande a cada 2-3 dias.

4. Sementes de girassol para retardar o envelhecimento

Contêm uma alta proporção de gorduras saudáveis e vitamina E, antioxidante que retarda o envelhecimento. Tómalas cozido e rehidratadas ou levemente torradas.

Come 2 colheres de sopa a cada dia.

5. Frutos do bosque, proteção contra os radicais livres

São muito baixos em açúcar e com muito densos em substâncias protetoras contra os radicais livres. São ideais para adicionar aos batidos ou congelados, para fazer sorvetes saudáveis. Os selvagens são mais nutritivos.

Dieta purificação

Incorpora a sua dieta 1 punhado diário.

6. Kefir de água para melhorar a saúde intestinal

Sua fermentação em água pura açucarada, dá lugar a uma bebida carbonatada, com uma grande variedade e quantidade de microrganismos benéficos para a saúde intestinal. O estado dos intestinos se reflete na pele.

Beber 1 ou 2 copos por dia.

7. Chá verde matcha, rico em antioxidantes

É um dos melhores antioxidantes que existe por sua riqueza em clorofila, minerais e catequinas, substâncias antioxidantes do chá verde. Neste caso, aumente a dose porque você toma as folhas inteiras em forma de pó.

Medicinal e nutritivo

Tomar 1 ou 2 chávenas por dia.

8. Cúrcuma e gengibre, as raízes anti-idade

Estas duas raízes não podem faltar na despensa de qualquer um que queira prevenir o envelhecimento. Ambas têm capacidade anti-inflamatória, são muito fáceis de usar e dão sabor às preparações.

Consome 2 fatias de gengibre por dia. Também não deixe de usar no dia-a cúrcuma em pó.

9. Tempeh, probióticos e aminoácidos

É outra fonte de probióticos. Neste caso, além das bactérias benéficas, você ganha aminoácidos para a formação do colágeno. O tempeh de grão-de-bico pode macerarlo com tamari e mostarda.

Incorpora madeira de grão-de-bico 2 vezes por semana.

10. Nozes, ricas em omega-3

São os frutos secos ricos em omega-3, a gordura com mais ação antiinflamatori. Também são fonte de proteínas e minerais. Pode ser um pouco indigestas, mas se as remojas uma noite eliminar antinutrientes e aumente seus lucros.

RECEITAS RAW

Leva de 5 a 7 cada dia.

13 propriedades veganos para umas férias ecológicas

Escrevia Freya Stark, aventureira e escritora britânica: “Acordar na solidão em um povo estranho é uma das sensações mais prazerosas deste mundo”.

Se você planeja viajar este verão por sua conta ou em companhia, te ajudamos a decidir o destino, através deste percurso, por pousadas, casas e hotéis veganos.

Villa Vegan

Não é um hotel, mas uma “casa de férias para veganos”, conta Miriam e Jens, seus fundadores. Situada aos pés da serra de Tramuntana, esta encantadora villa conta com quatro quartos duplos a cinco minutos de Esporlas, Maiorca.

Abriram em 2013 com a ilusão de difundir o veganismo “de coração” a mais pessoas. Se quiser desfrutá-la, você deve dar pressa, pois estão pensando em acabar com o serviço nesta temporada para focar no coaching para cozinheiros e abrir um restaurante vegano. Se você não se dá tempo para chegar, podes sempre comprar o seu livro Vegan – Receitas de todo o mundo, com mais de 140 receitas, e desfrutar de uma cozinha que tem sido apreciada em fóruns e sites sobre veganismo desde que abriram.

Ecologia e saúde

Casario castiñeira

De Maiorca para a Ribeira Sacra de viana do castelo, nesta aldeia, que está aberto todo o ano e pode acomodar até 22 pessoas. Carmen, sua proprietária, diz: “a nossa casa é a típica casa galega de 1700, rodeada de prado e floresta. A cozinha é vegana, ecológica e especializada em alergias e doenças auto-imunes, pois a leva a uma especialista em medicina natural“.

Em Castiñeira, organizam o único trail vegano de Portugal, que na última edição superou os 450 participantes.

Fazenda vegana

No sul, em Bocaleones, Zahara de la Sierra (Cádiz), fica este pequeno conjunto de casas brancas andaluzas no mesmo parque natural de Grazalema. Têm capacidade para 20 pessoas alojadas nas casas, mas também espaço para cinco autocaravanas.

No verão se pode desfrutar da piscina ao ar livre e um pequeno riacho. Ninette, sua proprietária, conta-nos que é possível alugar o complexo inteiro para grupos e que toda a decoração da casa, assim como os materiais (colchões, almofadas, tapetes, etc.) são livres de produtos de origem animal.

A fonte do gato

Situada na Marinha das Fontes, um belo e tranquilo povo , nos arredores de Madrid, A Fonte do Gato é uma casa de apenas 4 quartos duplos. É veterana no que respeita a propriedades para veganos e vegetarianos.

Agora só oferece dois tipos de serviço: a pausa gastronômica (menu de degustação de jantar vegetariana e ecológica para duas pessoas com um vinho local); e o Jejum Método Buchinger para quem procura uma experiência diferente.

O moinho do corregedor

Em San Román de Cameros, Lisboa, encontra este antigo moinho restaurado que regentan Sara Ramirez e Alberto do Poço. O Moinho tem capacidade para 24 pessoas e está aberto de março a dezembro. Está em plena reserva Starlight e conta com um enorme jardim, para atividades como o yoga.

Eles são vegetarianos, assim que o hotel tinha que ir de acordo com seus princípios: “nós gostamos que as pessoas descubra que, por exemplo, o queijo da minipizza que está testando não é de origem animal. Que se surpreenda e pergunte. Não o anunciamos, simplesmente oferecemos e ficam encantados”.

Campos veggie

Em Molino del Corregidor está claro que fazia falta algo. O 1 de julho começa o primeiro acampamento veggie. Os pequenos da casa vai aprender a cozinhar com ingredientes bio, de kmO e livres de produtos de origem animal; vai aprender a relacionar-se positivamente com a natureza e seus habitantes; ou saber o que fazer se resgatam um animal no campo.

Não olhe para o outro lado

Casa Albets

Megan Albets e Joel Llurda estão trabalhando contra o tempo para abrir esta bela quinta em Lladurs, Lleida, no final do ano.

“Vamos fazer a conversão dos campos que circundam a casa da agricultura ecológica, a depuração das águas residuais é feita com técnicas naturais e a água depurada servirá para regar as árvores de fruto. A roupa de cama e os colchões são feitos com materiais naturais com certificação ecológica, água quente e de aquecimento funcionam com a caldeira de biomassa. E servir de comida vegana”, diz Megan. Um projeto excepcional para uma casa do século XII.

Outros alojamentos

Quase todos estes alojamentos estão listados na web Veggie-hotels.com (ou na tradicional Happy Cow), onde é muito fácil ver se o hotel ou casa rural tem opções para nós.

Listamos aqui o resto de alojamentos alternativos para quem quer viver de forma cruelty-free:

  • Vegan Life Energy (Alicante)
  • A Remoção de Kun Khan (Castellón)
  • A Casa Toya (Zaragoza)
  • A Vinuela Hotel Boutique (Málaga)
  • Pensão Bellavista (Maiorca)
  • Pousada Magoría (Huesca)
  • Quinta Do Mouro (Málaga)