Archive for May, 2011

Descontroladas por aí: Espaço Zutti, o seu closet de sapatos!

Tuesday, May 24th, 2011

O Espaço Zutti é uma novidade que vai agradar as curitibocas descontroladas por sapatos. Inaugurou mês passado no mesmo local onde a Zutti havia realizado um bazar ano passado.

Espaço Zutti

O espaço traz uma loja conceito na qual as consumidoras se sentem como em um closet de sapatos: as seções são separadas por numeração, ou seja, nada de esperar 20 minutos o vendedor trazer um sapato. Também é ótimo para as meninas com pés de tamanho 33 e 40, normalmente elas chegam às lojas já pedindo sapatos nessa numeração porque são poucos os modelos disponíveis. Essa loja é a primeira de Curitiba com esse conceito.

Espaço Zutti

A Adriana Banach, gerente do Espaço Zutti, foi uma fofa e explicou todos os detalhes sobre a loja, a proposta é de um auto-atendimento, você pode provar todos os sapatos do seu número sem ter que ficar pedindo para as vendedoras. Claro que, para as clientes que quiserem aquela atenção especial, as vendedoras estão ali para atender da melhor forma, até mesmo sugerindo sapatos, dando dicas de moda, mas sem deixar de lado a liberdade que o espaço proporciona.

Espaço Zutti PetiteUmas das novidades nesta loja é o Zutti Petite, que a coisa mais cuti, sapatinhos pra crianças lindos, seguindo o bom gosto da linha Zutti adulta. As coleções são bem diversificadas, inclusive no preço, tem para todos os go$to$. Eu fiquei encantada com a loja, o que me falta são dilmas para gastar :p

Espaço Zutti

O mapinha para que quiserem conferir:

View Espaço Zutti in a larger map

Descontroladas por aí: Planet Girls, WAIT WUT?

Monday, May 23rd, 2011

Planet Girls Wanessa

ATENÇÃO: VOCÊ ESTÁ PRESTES A LER UM POST REFLEXIVO QUE PODE FAZER VOCÊ PENSAR NO QUE JULGA E CONSOME MAIS DO QUE GOSTARIA…

Essa história começa meses atrás, quando encontrei um blog que tinha uma sessão exclusiva para gongar marcas. Don’t took it too personal (lembro nem o blog, nem o nome da blogueira, juro) mas eu achei isso o suficiente pra nunca mais voltar lá. Porque pode ser coisa de quem sofreu muito por ser uma gorda escrota um dia, mas eu odeio rótulos, sabe?

As pessoas gostam de rotular as marcas: marca de emo, marca de p*ta (sorry, bro), marca de vagaranha, marca de descolada, marca de alterna, marca de coloridos…mas a verdade é que as marcas vendem só roupas e quem vai vestí-las é o público.

Ok, a Planet Girls nunca soube se defender muito bem. Eles se jogam na fogueira com vontade convidando atrizes de mais de trinta anos e fama duvidosa (sem dizer consumo de cigarros durante a gravidez) pra pagar de gatinha sexy no lookbook. É claro que a campanha cai no escrachado, no rídiculo…

Mas aí chego em um ponto: o que é saber se vestir, gathz?

a) comprar a roupa na label correta (e de preferência pagar bem caro por isso).

b) selecionar as peças e trabalhar a composição.

A gente sabe qual alternativa você escolheu. E é por isso mesmo que eu te pergunto: quando você passa no sacolão da economia, no torra-torra, você olha lá dentro se tem algo que presta pra usar? Pois é, gata, bem vinda a difícil arte de se vestir bem com pouco.

Agora uma segunda pergunta: quantas vezes você se permitiu comprar na Planet Girls? Tenho certeza que a maioria por aí já associou a ideia com a profissão que todas foram educadas por papai e mamãe pra não ter.

Sorte minha que eu amodoro vitrinar. Consigo olhar no mesmo dia a vitrine da Osklen, da Animale, da C&A e da Sul Center. E da Planet Girls. E te garanto que consigo compor um look usável pra qualquer tribo em qualquer uma dessas lojas. Vai do quanto eu posso gastar, sabe? E foi assim que eu encontrei essa peça na Planet Girls:

perfecto planet girls

Ela é de couro sintético como eu queria (não digo que aboli o couro da minha vida, mas quando ele é desnecessário dispenso) e é do exato modelo Perfecto que eu queria e não encontro em um bom preço/boa modelagem faz uns bons dois anos. Ah, ela é caramelo a cor da estação. Mas se vocês quiserem, eles tem vermelha, preta, azul e até no tom pink-crendeospai.

betty perfecto azul

Olha, é a Betty de perfecto azul! Poderia ser Planet Girls...

Paguei 300 dilmas nela, parcelada em dez vezes porque fácio a vida não tá. Graças ao parcelamento é uma moda acessível. É um corte fashionista. É a cor da estação.

E, como passei muito tempo experimentando vários modelos de jaquetas da loja pra escolher a cor/modelo exato, deu tempo de olhar muuuita coisa. Vestidos, bolsas, casacos, jeans…muitas coisas ali que eu usaria. Não no contexto que eles estavam sugerindo, mas eu sei pensar sozinha nas minhas roupas. Não preciso que me mostrem como usar cada peça quando eu compro – a girl can think, after all…

E, claro, vi coisas horrendas. Mas diz aí: cê nunquinha mesmo viu um Versace duvidoso? Um De La Renta medonho? Um Chanel hediondo? Acontece…mas elas podem errar o quanto quiserem que serão sempre fashion, sempre hit, sempre certo…

Já algumas marcas, não importa o quanto acertem nas peças, devido ao conceito geral (que é vendido porque existe mercado, né minha filha?) caem num limbo do qual nem Santa Cher tira. Acho curioso, é como se precisássemos saber o que vamos encontrar na loja antes de entrar, como se não fossemos capazes de julgar sozinhas se aquela peça nos cabe.

bolsas planet girls

Bolsas Planet Girls. For real.

A pergunta final é: achei a peça perfeita – mas é Planet Girls. E aí, você encarava mesmo assim? Independente de como vão te julgar por usar essa marca?

 

 

Dúvida da Leitora: Givenchy – sempre um acerto

Friday, May 20th, 2011

Alô, leitora dona de casa. Recebemos uma cartinha cheia de tanto carinho e amor, dividindo um momento tão gostoso da vida! Precisamos muito compartilhar com vocês:

“[LER COM VOZ ROUCA, BÊUBADA E CHEIRADA]

Helloooooooo!

Aqui escreve alguém que acompanha vocês desde o comecinho desse blog! Porque, olha, EU ENTENDO DE DESCONTROLE, garotas! Quase criei essa expressão, HOHO.

Então, tô mandando umas fotos minhas AVASSALADORAS de uma produção que usei em Cannes essa semana. Cannes lembra luxo, luxo lembra o que? GIVENCHY. Como com Givenchy não tem como errar, fiz a phyna&sexy e entrei nesse modelito aqui.

Que cês ACHÃO?

Beijo na bunda!

Courtney Love”

 

Oi, Courtney, tá boa? Que bom poder falar do desastre original dessa vida porca grunge e esquecer um pouco da Taylorzinha, né? Ficamos muito agradecidas.

Mas tem uma coisa, Courtney, que a gente nunca agradece: GENTE QUE PAGA PEITINHO.

Courtzinha, olha nos meus olhos agora: que bosta é essa, minha filha? Isso é um Givenchy, como você conseguiu estragar? Olha, como bem disseram lá pelas bandas do Petiscos, o problema nem é o decote profundo, já que Gwen mostrou essa semana que com classe ele é sustentável. Sabe o que não é sustentável nessa vida, Court?

ESSAS SUAS MUXEBINHAS.

Não rolava um Lib? Um durex? Uma plástica emergencial? Um vestido que não exibisse esse horror? Olha, Court isso é mais imperdoável que ficar regravando as músicas do Nirvana e achar que o Kurt tá te abençoando. Para, amiga, por favor!

Essa foi pro Álbum "Momentos" do Orkut dela...

E tem outra coisa: Court, como você conseguiu deixar sa merda desse vestido tão desestruturado, conta pra gente? Olha, vamos dar uma listinha de check ups pra você poder sair em público de volta:

 

  • Que bom que você tá quase aprendendo a pentear o cabelo! Agora, penteia as penas da saia antes de sair? Obrigada.
  • Tua vó não te ensinou que não se sai de casa sem fazer a barra da saia não? Cê tá pisando num Givenchy. E com sandálias de péssimo gosto. E sem fazer a unha, pelo jeito.
  • Poxa, que merda, Court. não consigo parar de olhar pras muxebinhas. Põe um Victoria’s Secret Push Up Bra nisso, produção!

 

E olha, só não crítico essa maquiagem porca porque se até Kate Middleton, aquela princesa, pode cagar no look do próprio casamento, nada mais se condena nessa Terra.

Só fica a dúvida desse batom maravilhoso: É P&W? Custava passar um ROUGE, um PÓ DE ARROZ pra fixar melhor? Caramba, cê deve ter deixado as boca das garrafa de VÓDEGA tudo marcada, minha filha.

Com essa carta, Courtney, concluímos que a coisa passou dos limites: você existir, cantar, se vestir e exibir as muxebinhas sem acompanhamento é um PROBLEMA SOCIAL GRAVE.

Aconselhamos: Menos pó, mais bom senso, amigue. E não, não estamos falando da Studio Fix – essa você deveria usar de verdade.

 

Muito amor e oração,

Equipe Fashion Descontrol.

Testando 1, 2, 3: Blush por-do-sol Panvel Makeup

Friday, May 20th, 2011

blush por do sol panvel

Em primeiro lugar e antes de tudo, tenho duas colocações importantíssimas a fazer:

1. Fui na Panveeeeeeeeel! Gente, vocês não têm idéia da alegria que foi! Desde que eu estava na França e soube que tinha aberto Panvel aqui, fiquei louca alucinada querendo ir (de tanto que as meninas mais do Sul falam bem!) e nunca ia. Daí ontem, circulando a esmo, passei na frente e entrei…que lugar mágico, serião, tive que me controlar pra não levar a loja inteira (mas comprei mais produtchenhos que aparecerão aqui, aguardem!).

2. Todo o meu carinho e admiração às blogueiras que conseguem fazer swatch de maquiagem, qualquer que seja. É mais fácil ganhar na loteria do que conseguir focar bonitinho, captar a cor do produto…vocês são ninjas!

blush por do sol panvel

Mas vamos ao assunto desse post senão eu fico horas aqui falando da vida. Todo mundo sabe que a Panvel tem uma linha de make ótima, com qualidade muito boa e preços amyghos. Um dos meus desejos era o blush por-do-sol, que eu tinha visto em algum outro blog e achei lindo. Quando vi na loja, não resisti, e por pouquinho mais de 11 dinheiros essa gracinha veio morar aqui em casa comigo.

A embalagem dele é grande e de um plástico que parece ser bem resistente, é daquelas que tem que apertar a travinha pra abrir, o que já diminui as chances de abrir na bolsa, por exemplo. Vem com aquele clássico pincelzinho que a gente sabe que não serve pra nada (não bee, não é pra passar blush com ele senão você vai acabar parecendo uma boneca – no mau sentido).

blush por do sol panvelA cor dele é uma cor muito difícil de definir em palavras e mais ainda de captar em foto. É um coral rosado, ou um rosa puxando pro laranja…é uma cor linda, mas atenção azamiga que não são chegadas em breelhos, ele brilha bastante.

swatches blush por do sol panvelComo eu disse, invejo as ninjas com habilidade de fazer swatch, porque né, dá pra ver que eu não tenho o jeitinho da coisa. De qualquer maneira, o que eu quis mostrar é que pra ele ficar com cor na pele, tem que pesar a mão (ó, cocotinhas com a síndrome da mão pesada, esse blush é pra vocês…vocês vão sair brilhosas, mas não com as bochechas absurdamente rosas). Ele é tão discreto que mal dá pra notar, mas ao lado da aplicação mais pesada com o dedo, apliquei com pincel e ele fica super sutil, só um rosinha de fundo. Eu sou bem branquinha, então em mim sempre aparece o rosadinho, mas dependendo do tom da sua pele, até rola usar como iluminador no alto das bochechas, ficar com cara de rhyca que leva uma vida fácil, tranquiiiila…

Dignidadeless: em busca da nécessaire ideal

Thursday, May 19th, 2011

Fim de semana chegando, preguicinha. Almoço e vou ao banheiro escovar os dentes. Vejo minha necessáire e, amigues, “que vergo”. Decido escrever sobre isso para gerar uma conversa com as leitoras.

O que levar na necessáire ideal

O tema é: “o que você acha essencial ter na necessáire para estar prevenida (seja na fiRma, na bolsa, viajando, enfim, faz parte da sua pessoa tipo empadinha e azeitona com caroço)?”.

Eu tinha uma amiga que dizia que a gente nunca sabe quem vai encontrar por aí, por isso ela tinha de tudo na bolsa. Está certo. Mas aí penso: para que blush, se nunca uso durante o dia? Checkout da bolsinha. Por que mais um espelho, além daquele que vem com a escova de cabelo?

Uma coisa que sempre me faz falta é alicate de unha. Me dá uma agoniiia não ter um disponível a qualquer hora, pois muitas vezes me pego arrancando os cantinhos da cutícula com o dente (bonitona).

Todas então contribui para uma votação rápida para descobrirmos o que levar numa necessáire ideal ou feita às pressas (se quiser, marque mais de uma alternativa ):

Creuzas, todo mundo colaborando, bora descobrir o que as amigues levam e comparar com o que realmente precisam levar. Eu já respondi 😉

Testando, 1, 2, 3: Foxy Curls Bed Head

Wednesday, May 18th, 2011

Anakin foxy curls bed head

Como todas pediram, eu voltei para ficar: a partir dessa semana, tenho coluna fixa aqui no Fashion Descontrol. AIQUELUXO!

E hoje eu vim pra falar de um problema muito sério que acontece mesmo:

O CABELO RUIM

O cabelo ruim é um mal terrível que acomete as pessoas sem noçã0, sem classe, sem garbo e sem elegância. Para sanar esse problema social, só existe uma forma: descobrir o produto certo pra sua pelagem.

A mocinha que faz a minha pedicure, por exemplo – Debora o nome dela. Tinha um cabelo ruim de dar dó. Cheguei a pensar que era por causa dos cachos, preconceito tolo meu!

Anakin e Débora

Arruma esse cabelo ou eu mudo de salão!

Muita gente acha que o cabelo enrolado é sempre ruim, mas me acredita: existe ruindade e maledicência capilar disponível pra todas as texturas – e qualquer uma delas se resolve com o produto certo.

Como a Bed Head é uma marca que conquista o coração da gente, trouxe da minha última viagem a Paris um presentinho especial pra essa funcionária: o leave in Foxy Curls dessa marca.

bed head foxy curls

Que benção, minha gente! Agora o cabelo dela tem cachinhos brilhantes e bem modulados e eu não sou obrigado a ficar vendo aquele exu enquanto lixam minhas patas.

cabelos cacheados Débora

Como nem tudo é felicidade na vida, é claro que o produto modela mas não combate o frizz. Mas isso é fácil, amiga enrolada: taca um siliconezinho pra modelar as pontas e abaixar esses fios rebeldes que vai dar tudo certo! Aliás, foi o que eu fiz essa PERDIDA fazer logo depois dessa foto!

Outro problema é que o creme é bem pesadinho e tem um cheiro suuuper forte. Pra quem gosta de perfumes importados como eu, tudo bem, mas se você não é um amante dessa nobre arte, pode se incomodar com o aroma.

O preço? 11 Libras na Asos.com! E todos nós sabemos – se tem preço em libras é porque tem qualidade!

Então por essa semana é isso. BEIJOS QUENTES e apreciem uma última imagem do meu corpinho peludo. Até semana que vem!

Anakin e Débora

Foto com a criadagem - ATÉ QUANDO?

Testando 1, 2, 3: Esmaltes gringos, parte II

Wednesday, May 18th, 2011

Você já aprendeu aqui como escolher uma marca de esmalte brasileiro que evite alergias para sua pele. Lembrando: os componentes dibutilftalato, nitrotolueno, tolueno e furfural podem causar reações e portanto é melhor não pintar as patinhas com cores que os contêm. Hoje nós vamos continuar a saga de testes de esmaltes hermanos, começada pela Debs. Aproveito para indicar a leitura do post da Lelê sobre como evitar bolhinhas nos esmaltes (“quando pintar, faz camadinha fina de esmalte pontocompontobr”).

 

Marca 1: Jactan’s

duas camadas de jactans

Preço: 5 pesos = cerca de R$ 2,50

Bom pincel aplicador:

Seca rápido e não faz bolinhas:

Fica uniforme (vide foto): X

Evita as substâncias tóxicas: X

O site da marca é bem fraquinho; infelizmente não dá para conhecê-la além do que está lá. Achei que por esse preço não vale a pena, até porque há bem pouca opção de cor – umas até feias (claro, my opinion) aqui em Puerto Iguazu.

 

Marca 2: Elicel’s

elicels
¡Qué color más linda!

Preço: 12 pesos = cerca de R$ 6

Bom pincel aplicador:

Seca rápido e não faz bolinhas:

Fica uniforme (vide foto):

Evita as substâncias tóxicas: X

Percebeu como uma camada só é suficiente? Não coloquei os nomes das cores porque não há. Na farmácia, reparei que eles colocam um adesivo por fora do esmalte para identificá-lo, mas bem estes que eu quis não tinham nada. Para efeitos de comparação, os esmaltes Révlon custam 22 pesos, ou seja, quase 11 reais no mesmo local.

Repetindo: antes de comprar, confira se o esmalte não tem aquelas toxinas. Eu já decorei os nomezinhos do que dá alergia e apenas comprei estes dois pelo teste, porque infelizmente continham. Claro que eu admito, a cor do Elicel’s é maravilhosa e as outras que vi também!

 

 

Testando 1, 2, 3: Kit de pincéis Manoella

Tuesday, May 17th, 2011

kit de pincéis manoella

Lembram daquele post em que eu falei kabuki mais fofo que coelhos albinos do himalaia? Lembram que eu perguntei se vocês queriam que postasse sobre o kit de pincéis, também da Manoella? Pois bem, quem mandou me darem corda, fui obrigada a vir falar dessas belezinhas aqui. O estojinho eu adquiri junto com o kabuki lindo, custou R$29.90, na Renner também. O motivo pelo qual eu resolvi comprar esse kitzinho (além do meu consumismo desenfreado, obviamente) foi a maciez e a praticidade, porque ele é ótimo pra levar na bolsa e não ocupa quase nada de espaço (sim, eu carrego pincéis na bolsa, e mais um monte de coisas, mas não é nem um terço do que certas pessoas – Lelê, estou olhando pra você – levam).

Mas chega de blablabla e vamos ver duma vez esse kit gracinha e com preço amygho!

Bom, como deu pra perceber, ele fecha com um lacinho. Na loja tinha disponível esse em preto com fita de bolinhas, todo preto de bolinhas brancas e rosa com a fita rosa e de bolinhas brancas. Escolhi pelo preto pelo fator praticidade também, porque como o lindinho habitará as profundezas da minha bolsa, melhor preto que não suja tanto (só a cor do estojo varia, os pincéis são iguais em todos).

pincéis manoella estojoO estojinho é ótimo, é daqueles com bolsinhos pros pincéis, e tem um plástico protetor pra cobrir os pincéis na hora de fechar e garantir que fique tudo no lugar e protegidinho.

pincéis kit manoella

Os pincéis, assim como o kabuki, são todos de certas sintéticas (nada de crueldade com bichinhos aqui!), e são lindos. São cinco pincéis, um mais alto (de pó) e quatro baixinhos (blush, olhos, lábios e sobrancelhas).

pincéis manoella detalhe

Os pincéis de rosto são muito, muito macios! O de pó é mais denso (mais gordinho!) e tem mais cerdas que o de blush. Já os pincéis de olhos e boca são mais firmes, o que pra mim é um ponto positivo (odeio passar batom com pincel mole). E o de sobrancelha…bom, é um pincel de sobrancelha, né?

Minha opinião geral é que o meu descontrole consumista dessa vez teve resultados interessantes. Esse kit é uma coisalindademeudeus, e é ótimo tanto pras mocinhas que adentraram no mundo mágico da maquiagem e estão começando a montar seu kit de pincéis, tanto pras que, como eu são aloca do pincel e não resistem a pincéis bonitos e baratos querem um kit pra levar na bolsa. Sem contar que o preço é muito amygho né, e a qualidade é ótima! Mega recomendo!

Testando 1, 2 e 3: OPI DS Magic

Tuesday, May 17th, 2011

Na minha busca por achar um esmalte double rainbow eu comprei o DS Magic da OPI. No vidrinho ele parece muito bonito, com brilhinhos que vão do azul ao violeta mas nas patinhas decepção, o esmalte fica azul sem nenhum sinal de unicórnio, que era o que eu esperava ver.

foto OPI DS Magic na luz natural

Olha só o swatch dele que consegui fazer nos 30 segundos de sol que rolou aqui

Ainda assim é um esmalte legal, do tipo que as pessoas pegam a sua mão para dar uma olhadinha, inclusive até alguns seres do sexo masculino notaram o tal do esmalte, então alguma coisa ele tem nein! Mas vou contar que ele no vidrinho enganou. Por isso é sempre bom ver swatches antes de comprar, assim não acontecem surpresas.

E vocês meninas, já compraram algum produtinho que na embalazem parecia mil maravilhas e na hora que usou não foi tudo aquilo que esperavam?

As rica tão usando: Sandália com Meia

Monday, May 16th, 2011

Sandália com meia soquete.

Ai, gente, que assunto delicado! Primeiro porque já faz quase um ano que essa tendência aconteceu. Segundo porque eu juro pra vocês que quando penso em alguém que use Sandália com Meia na minha cabecinha é só isso:

Gorete Milagres

Mas a Rô, essa linda, pediu no twitter um post falando do babado e quem sou eu pra negar, né mesmo? Vamos às sandalias com meias:

A Sandália com meia é uma tendência que nasceu lá no inverno 2010 dazoropa. Começou sendo combinada com saias volumosas ou bermudinha na onda da tendência ladylike. Depois, se espalhou até pro militarismo e pro tomboy.

Vestido e sandália com meias

A combinação é mesmo a melhor amiga de dois tipos de mocinha:

  • As com pernas finas, que ganham uma reforçada nos gambitinhos com o jogo de volume e cor.
  • As muito, muito altas, que cortam seu visual em bloco dando uma achatada.

Se nenhum dos dois for seu caso mas, mesmo assim, seu grande projeto de vida for realizar essa combinação, anota a dica: meia da mesma cor que a sandália cria um efeito visual bacana e alongado.

No começo, essa moda era vista mais com sapatinhos estilo bonequinha, como esse da última foto acima. O tempo passou e o caramelo chegou (tá lembrada, né?) e hoje só é alguém na balada quem tem uma sandália caramelo e uma meia bem bonita pra usar com seu vestido rodado/floral.

sandália e meias

Apesar da busca por imagens de referência do babado sempre resultar mais em passarela e conceito do que em algo propriamente usado, a gente reuniu algumas inspirações que deram super certo:

vanessa hudgens sandália meia 7/8

Pra começar bem, uma combinação sóbria é o segredo do sucesso. Vanessa Hudgens faz até a gente esquecer que ela pegava o Troy de High School Musical, acertando com esse look básico e com cartela em tons neutros. A meia tá num comprimento EXCELENTE pra altura dela que não é das mais avantajadas.

passarela sandália com meia

Agora se o assunto é balada com gente fina, elegante e sincera, a gente recomenda uma ousadinha: meias em renda ou lurex são luxo, poder e sedução! Mas cuidado com o look over: se o pé tá gritando, o resto tem que ser básico!

E o básico pode ser tanto comportadinho:

look sandália com meia

Quanto ousado e cheio de transparências…

sandália transparente com meia

O que não pode é errar o comprimento: quanto mais perna de fora, mais magra e bem sucedida você é. Por isso mesmo, as meias com sandália são amigas do comprimento mini, que estica sua proporção.

Mas anota aí: o tapaqui descobre ali sempre presente no mundo da moda ordena que toda cocota que revela de mais as saliências ao sul, as esconda ao norte. Camisas com babado fechadas, lenços e volume de roupa em cima cai bem pra disfarçar o minimalismo dessas pernocas!

Quanto a costura da meia, é claro que a gente opta por uma discretinha. Mas não signfica que ela não possa aparecer nos modelos dedinhos de fora, fica tranquila que cê não tá cometendo nenhuma gafe!

Como eu sempre digo, nem tudo é lei. Principalmente numa tendência tão diferente quanto essa, ousar é a ordem, Pode zijogah, amiga! Só fica de olho no espelho, aquele seu melhor amigo, e conta pra gente o resultado.

Ah, e lava essas meias! Ninguém merece ver pé craquelento por aí!