Archive for March, 2011

Descontroladas por aí: curso de automaquiagem In Company Boticário

Thursday, March 31st, 2011

A algumas semanas participei de um curso de automaquiagem promovida pelo Boticário dentro da empresa Mídia Digital como um agradinho pelo dia das mulheres.

Ao contrário das outras beeshas aqui do blog, eu ainda estou aprendendo muita coisa de maquiagem e esse curso veio bem a calhar. A instrutora Juliana é super atenciosa e divertida. Deu várias dicas na montagem da maquiagem. O boticário disponibiliza todo o material utilizado no curso.

Para preparar a pele todas receberam corretivo, base e pó, a Juliana já vinha com a cor certinha para cada tom e em cada mesa tinha um espelho (mindá).

Passamos para a parte dos olhos, a instrutora precisava de uma cobaia e lá fui eu, garantia de que pelo menos um olho ia ficar perfeito né!

Escolhi um quarteto de sombras que tinha iluminador, azul, prata e preto. A Juliana explicou como fazer o puxadinho no canto de olho, algumas meninas utilizam um papelzinho, mas lá utilizamos outro método, faz a maquiagem deixando um pouco a mais no canto e depois limpa o excesso com uma esponja com base, fica perfeito.

Depois passamos lápis e máscara para cílios. Achei bacana o lápis que tem na outra ponta um esfumador.

Finalizamos os olhos dando aquela ajeitada na sobrancelha, com o produto mágic chamado Solução para Sobrancelhas que corrige algumas falhas e deixa a bixinha no seu devido lugar.

Por fim entram o blush e batom. A instrutora deu as dicas de como passar o blush a fim de corrigir o formato do rosto. No batom, ela comentou que aquela nossa passadinha de lábios para uniformizar o batom prejudica em 50% a fixação do mesmo, fiquei beje!

Olha a turminha do curso, todas lindas bem maquiadas! SUAS LINDAS!

A ideia é atender empresas, tanto que a Juliana faz parte da divisão Boticário In Company, e então a empresa paga o custeio do curso, ou são negociados valores, compras de produtos e etc. Mas ela também contou que fazem para grupo de pessoas, ou seja, azamigas interessadas podem se reunir em grupos de pelo menos 10 e até 20 gathas para fazer o curso, o valor fica em torno de 20 reais para cada uma e rola também desconto e parcelamento amigo na compra de produtos no final do curso!

Para maiores informações mandem email para Juliana pelo endereço:.

Descontroladas por aí: Sucker Punch

Tuesday, March 29th, 2011

Estreou semana passada o filme Sucker Punch e nós, descontroladas arrojadas que somos, fomos conferir o que as gathas do elenco estavam usando!

A protagonista Baby Doll, tem seu make bem tipo bonequinha, bochechas super marcadas, com muito blush rosinha, cílios postiços enormes, boca nada e apenas um delineado tipo gatinha nos olhos. Além do cabelo sempre amarradinho com duas chiquinhas. Em quase todas as cenas ela aparece com uniforme escolar japonês e conta com várias versões do modelito.

As partes do filme, em que ela entra no mundo por ela imaginado, em que o hospício é um bordel os makes são lindos e super carregados, com muito glitter nos olhos.

A personagem Dra. Vera Gorski, psicóloga do filme, também se destaca com penteados de época e makes super trabalhados.

Também rola toda uma vibe militar em várias cenas, com modelitos super sensuais e totalmente bad ass! Com eles acompanham makes mais escuros, abusando do preto esfumado e olhos smokey pretão estilo guaxinim (Taylor Momsem aprova!).

Os makes que eu mais gostei foram o da personagem Amber interpretada pela atriz Jamie Chung. A lindíssima Jen do From Head To Toe fez um vídeo tutorial inspirado na Amber que ficou show. Confiram!

O blog The Beauty of Life publicou uma entrevista (em inglês) com a responsável pelos makes do filme. Ela conta que o look da personagem Babydoll é inspirado na Brigitte Bardot e personagens de anime. Conta também que ela trocava com frequência as bases utilizadas nas moças, conforme a pele delas mudava durante os longos dias de filmagem. Mudança ocorrida por conta de algumas horas de sono a menos e desidratação.

Além da história, o cenário e os efeitos especiais do filme são fantásticos, vale a pena assistir!

Tô magra? : Pholia Negra e Pholia Magra

Monday, March 28th, 2011

Começa hoje aqui, na nossa graciosa gaiola das loucas, uma nova série de dicas pra você, beesha enlouquecida, que assim como eu batalha todos os dias arduamente para manter seu corpinho esbelto, livre das gordurinhas indesejadas…

balança emagrecimento

Estava eu, há um certo tempo, navegando a esmo na internet (mentira, tava procurando truques pra emagrecer!) quando dei de cara (ouch!) com vários artigos falando maravilhas sobre esse parzinho mágico: a Pholia Negra e a Pholia Magra. Em primeiro lugar, ambas as duas (adoro essa expressão, mideixa!) são extratos fitoterápicos, encontradas tanto em casas de artigos naturais quanto em farmácias de manipulação.

A Pholia Magra (Cordia ecalyculata Vell – popularmente conhecida como porangaba), apesar de ser uma planta brasileira, fez fama em terras norte americanas e européias bem antes de chegar por aqui. A maior promessa é que ela ajude a eliminar a gordura abdominal, aquela maRvada que aumenta e muito os riscos de problemas cardíacos (daí vem o apelidinho carinhoso dela, “erva anti-barriga”. A grande sacada foi o lançamento da bichinha, 100% natural, logo depois de saírem estudos atestando N efeitos colaterais das drogas sintéticas com a mesma finalidade. Essa milagreira é indicada principalmente para dietas de redução de peso (sempre, né?!), redução do excesso de gordura localizada (mais exatamente na pancinha), retenção de líquidos. Além de tudo isso, tem ação energizante (cafeína, trabalhamos) e cardiotônica.

cápsulas pholia negra

Já a Pholia Negra (Ilex paraguariensis – popularmente conhecida como erva mate – sim, é sério!) ganhou o apelidinho carinhoso de pílula anti-fome, e eu já vou explicar o motivo, se segura na cadeira, beesha! As principais características dela são o retardamento do esvaziamento gástrico e a aceleração da plenitude gástrica. Você, que tá aí com essa cara de quem não tá entendendo nada, fica calminha que eu te explico: o grande truque é que ela faz com que você se sinta satisfeita mais rápido, com menos comida, e por mais tempo, é mágico! Além disso, reza a lenda que ela ajuda na manutenção do peso perdido por mais tempo e é uma ótima aliada na redução da gordura visceral (aquela perigosa, que se forma entre os órgãos).

Pelo que eu pude notar, há uma grande variedade de farmácias de manipulação que sugerem fórmulas aliando essas duas belezinhas para potencializar os resultados. Eu, curiosa que sou, resolvi mandar manipular e estou testando, mas faz uma semana só, então ainda não posso fornecer dados mais concretos a respeito. Prometo voltar aqui quando terminar um mês de uso e dividir minhas opiniões!

mulher emagrecer

Além dessas, existem inúmeros outros ativos fitoterápicos naturais e (aparentemente) sem efeitos colaterais para nos ajudarem na batalha interminável contra a balança, mas a gente precisa sempre lembrar que perda de peso é uma coisa gradativa, não adianta nada emagrecer um monte de uma vez só e recuperar tudo e mais um pouco depois (efeito sanfona, oi!).

Vale lembrar ainda que nenhuma pílula mágica vai fazer milagres se você, sua descontrolada sem noção, continuar comendo barras e mais barras de chocolate. Tem que aliar a uma dieta balanceada e exercícios físicos (achou que ia ficar com a bundinha empinadinha e a barriga chapada sem esforço, sualinda? só se for com lipo!).

Aguardem cenas dos próximos capítulos, pretendo testar tudo o que o mercado oferecer pra me ajudar a perder os quilinhos adquiridos na base de muita nutella!

 

 

 

Ps. O Fashion Descontrol não aprova o uso de substâncias proibidas e nem estimula o uso de qualquer substância sem a recomendação e supervisão de um médico!

Pps. Se quiserem informações sobre algum fitoterápico, ask away que eu sou aloka de experimentar tudo! E se tiverem dicas de como emagrecer, porfavormecontem!

Ppps. UPDATE! Eu, boba que sou, esqueci de complementar, a Pholia Negra ainda não foi liberada pela ANVISA, então não pode ser considerada um remédio! Maiores informações aqui.

Palavras de phynesse: Bic Muller

Friday, March 25th, 2011

Trema, internê brasileira! A partir de hoje começamos uma bateria de entrevistas com as mulheres mais lindas, rhycas e bem sucedidas do mundo da moda web fashion. Tudo em busca de uma única resposta: comofas pra ser tão phyna?

E, para começar abalando Bangu, a primeira convidada do nosso sofá de oncinha peluciado é ninguém menos, ninguém mais que Bic Muller!

Foto por: Julio Rossi

Bic é blogueira do classudo Ai, Morri de Sunga Branca! além de bater uma laje sensual lá no @pedreiro_online (responsável pela horda de cantadas maravilhosas que temos levado nas baladinhas e reveillons hipster fora de época do meu Brasil).

Entre o tempo do reboco, correr atrás de Nana na praia e escolher o berço (pois é, um baby tuiteiro está vindo por aí, TODAS COMEMORA), Bic arrumou um tempinho em sua agenda para dividir suas Palavras de phynesse conosco. Acompanhem nosso papo descontrolado, despojado e descontraido:

Fashion Descontrol: Bic, fala pras meninas um pouco sobre a rotina de uma mulher phyna e rhyka como você

Bic: Ah, começo o dia indo pra yoga, pilates.. mentira! hahahah sou completamente ociosa e to tentando me doutrinar a começar uma academia ou fazer caminhadas em breve. De resto, sou uma pessoa super caseira, e como eu trabalho em casa, faço minha rotina por aqui mesmo.

FD: E em matéria de moda, beleza e descontrole – o que você não vive sem?

Bic: Não vivo sem muita coisa: sapatos, esmaltes novos, amo amo amo anéis e acessórios diferentes. Sou daquelas que não podem entrar nem em farmácia que saio carregada de bugigangas e produtinhos de beleza.

FD: Qual foi sua última aquisição no mundo da moda fashion e da beleza beauty style?

Bic: Como eu estou grávida e terei de abandonar a amada e idolatrada escova marroquina por vários meses, comprei o Liss Ultime Sérum da L’oreal e olha, o resultado é maravilhoso. Vou investir na linha toda agora.

Comprei também alguns esmaltinhos novos, os craquelados da Big Universo, o 3D da SPFW e o holográfico da Isabeli Fontana para a Risqué. Todos lindos, nem sei qual usar primeiro.

[Unhas da Bic com craquelado da Big Universo e Meia Lua invertida. Quem quiser acompanhar as experiências esmaltísticas da moça, fique ligado no @bicmuller]

FD: Você lê blogs de moda e beleza? Quem você indica pra gente?

Bic: Tenho fases de ler muito blog de moda, beleza e esmaltes, inventar muitos penteados e fazer muito as unhas e maquiagem. Em outras fases, morro de preguiça até de ler coisas a respeito. Agora, pareço estar voltando à fase de trocar muito de esmalte, tentar novas combinações de makes e cabelo. hahaha devem ser os hormônios.

Gosto muito dos já conhecidos Dia de Beauté (Acho a Vic Ceridono além de super fina, delicadíssima ao dar as dicas) e o Petiscos (Julia Petit, sua linda!). Para as mãos, acho o Mão Feita muito bacana e esse que acho que a menina não atualiza mais, mas vale a pena porque as fotos dos esmaltes são praticamente artísticas

FD: Naquele dia em que você precisa estar com o carão mais phyno do que nunca, qual seu truque de beleza e styling infalível?

Bic: Eu adoro me maquiar, então acho que investir numa maquiagem caprichada, um cabelón de rica e sapatos lindos é fundamental. Quando to com preguiça de mexer no cabelo, um topete salva. E batom vermelho sempre dá um up no visual.

FD: Por último: qual recado você dá para nossas centenas de leitoras diárias que buscam uma oportunidade de fazer parte do mundo das rhykas e phynas do meu braseeel?

Bic: Mulheres, se arrumem mais! Não é nem pelos homens, mas fico meio preocupada por ver as meninas super desleixadas ultimamente. Tem gente que confunde bem estar, boa auto-estima e um visual bacana com futilidade. Se sentir bem, investir no visual e se cuidar não tem nada de fútil não, faz bem pro ego e deixa a gente mais disposta para enfrentar a rotina nada fácil de uma mulher. Sejam lindas, beijos.

Fotos por: Julio Rossi

Então é isso, meninas, ouviram os conselhos da Tia Bic, né? Primeiro passo pra ser phyna: se arrumar e se gostar S-E-M-P-R-E!

 

Quero Já! Esmaltes da W. Friends!

Thursday, March 24th, 2011

Quem anda pelo centro de Curitiba deve conhecer a marca W. Friends. Normalmente lembrada por sua variedade em calças jeans, as lojas da marca também oferecem diversas outras peças para o vestuário feminino.

Na procura por uma blusinha básica acabei entrando na loja e lá no fundo no balcão do caixa estavam os potinhos de alegria.

Esmates da W. Friends

Esmates da W. Friends

Ainda em versões de testes, notem os potinhos ainda sem nome nem marca, rola toda uma aposta nas cores. Existem cores neon, gliters, vermelhos e até os famosos 3D.

Na loja falei com a Maria Clara, que foi super atenciosa e explicou que os esmaltes estão ali para eles terem uma ideia do retorno das clientes em relação a novidade e com isso avaliar a possibilidade de investir nela. Vamos torcer para tudo dar certo e em breve termos mais novidades oficiais no mundo esmalzístico!

Quero já: Latisse!

Wednesday, March 23rd, 2011

Antes de tudo, devo avisar que esse “quero já” talvez seja um “não quero nunca”, pois esse produtinho em particular, usado em pessoas como eu e a Debs, pode causar tufões, tsunamis e outros eventos de destruição em massa (“efeito borboleta” mode [on]).

cílios grandes

Pois bem, você, cocota amiga, sempre sonhou em ter cílios longos, espessos, numerosos…mas papai do céu não te fez assim e nenhum rímel (desculpaê, eu não sei falar máscara de cílios) fez o milagre que você sempre quis e te deixou com os cílios das propagandas (*photoshop*)? Pode ser que seus problemas tenham acabado, e acredite, a solução foi descoberta por acaso!

A Allergan (mesma empresa responsável pelo melhor amigo das peruas, o Botox) descobriu que, em uma série de pacientes que utilizavam colírios com bimatoprost (remédio usado para combater o glaucoma) após um certo tempo de tratamento notava que seus cílios tornavam-se mais longos, espessos e escureciam. A Allergan, que não é boba nem nada, criou então um tratamento específico para a “hipotricose” (calma sua boba, você não é doente, isso quer dizer ter cílios insuficientes ou inadequados), chamado Latisse. Ele já está disponível a algum tempo na terra do Tio Sam, mas reza a lenda que chega por aqui em abril.

aplicadores latisse allergan

A garota propaganda da marca é a Claire Danes (leeembram, Romeu e Julieta, Leo di Caprio) – vou colocar o vídeo láaa no fim do post – e nas galerias do site, além dos cílios da nossa Julieta, vemos também os de Brooke Shields e o de várias outras meras mortais nos testes clínicos. Como aqui somos todas rhycas e phynas, vejam aí os resultados nos cílios das moçoilas Danes e Shields.

claire danes latisse evolução

brooke shields latisse evolução

Tá bom, eu admito que o troço é impressionante, mas mesmo assim, posso dizer que senti três tipos de medo do comprimento dos cílios da Claire Danes na semana 16 (imaginem isso com rímel, minha gente)?!

Bem, como vocês já notaram, o resultado é progressivo e atinge seu ápice (ui!) com 16 semanas de uso. Lógico que, interrompido o tratamento, os cílios tendem a voltar gradativamente ao tamanho normal, e uma informação que eu não encontrei foi como deve ser feita a manutenção do tratamento, mas imagino que seja com aplicações menos frequentes. Vejam como deve ser aplicado:

latisse instruções aplicação

Mas, lógico, como todo milagre, essa novidade tem um preço, deve custar cerca de R$200 e só será comercializada com receita médica. E, claro, assim como todo remédio, tem possíveis efeitos colaterais. Lendo o FAQ do site comercial da Allergan, vi que a substância pode causar hiperpigmentação das pálpebras (especialmente na área onde o medicamento é aplicado, por isso a importância de aplicar bonitinho, como se fosse um delineador fininho), escurecimento da íris (sim bonitinha, da parte colorida do seu olho, mas calma, esse não é um efeito colateral comum) e hipertricose na pálpebra inferior (isso você já sacou o que é, né? Mas só acontece com quem não respeita as instruções de não aplicar na pálpebra inferior) – vide dicas para o sucesso do tratamento.

E aí, suaslinda, quem ficou desesperada pra testar essa novidade (já consigo imaginar as beeshas correndo enlouquecidas para os consultórios dermatológicos clamando pela novidade!)?! Se conhecerem alguém que já tenha usado, ou se conhecerem outras técnicas para ter cílios longos e voluptuosos (adoro essa palavra!) dividam aí com a gente!

 

 

 

Informações e imagens: site oficial Allergan – Latisse.

Testando 1, 2, 3: esmaltes craquelados, comparação entre Big Universo e Rivka

Tuesday, March 22nd, 2011

Como as beeshas de plantão já bem sabem, os craquelados brasileiros estão entre nós – amém. Entretanto os precitchos são bem salgados, como toda boa novidade esmalzística. Resolvi tirar a prova de duas marcas que encontrei aqui em Curitiba.

Encontrei os craquelados da Big Universo na Diva Cosméticos e custaram 5 reais cada. Os craquelados da Rivka encontrei na Ella’s Cosméticos por 14 reais (ouch). A diferença no resultado final é praticamente ZERO. O da Rivka fica um pouquinho menos fosco do que o da Big Universo. Entretanto o da Big Universo tem até um brilho especial junto da coleção, chamado brilho cristal, para passar sobre o craquelado, para quem não quer ficar com ele fosco. Depois de passar o brilho, os dois são idênticos mesmo, veja só o swatch!

Esmalte craquelado comparação Big Universo e Rivka.

Jogo dos 7 erros: adivinhem quais unhas estão com esmaltes diferentes.

Utilizei como cor de fundo o Urano da coleção Tendências da Big Universo. Nos dedos polegar, indicador e médio utilizei o craquelado preto da Big Universo chamado Vulcano, nos dedos anelar e mindinho utilizei o craquelado preto Pagu da Rivka.

Uma vantagem da Rivka é que ela lançou 20 cores diferentes enquanto a Big Universo apenas 3. Mas sinceramente eu gostei do preto mesmo, ainda não consegui achar outras combinações que “ornem” tão bem.

Uma dica pra quem quer se jogar nos craquelados, passem uma camada fininha de esmalte, em ambas as marcas o esmalte craquelado é bem grosso, no swatch eu deixei uma camada muito grossa e não ficou tão craqueladinho. Em outros testes passei uma camada fina e o efeito ficou bem melhor.

Música pro Make: Ingrid Michaelson

Monday, March 21st, 2011

Pois é, hoje é dia de mais uma das minhas sugestões de vocal feminino + canções despretensiosas. Já ouviram falar em Ingrid Michaelson? Trata-se de uma dessas cantoras e compositoras norte americanas que a gente sempre ouve nas trilhas das séries sem dar muita bola, sabem? Mas isso passa ao ouvir a primeira música inteira da mocinha.

O melhor da Ingrid é a combinação da letra singela com uma melodia fácil – o tipo de coisa que não precisa de muito esforço pra ser bom, parece simplesmente natural. Todo mundo que ouve acaba se identificando com as canções dela. You and I, por exemplo, virou uma das mais usadas nos depôs de Orkut entre corações apaixonados ultimamente. E mesmo assim continua sendo deliciosa de se ouvir.

Confesso até que nunca tinha ouvido falar da moça até esse post aqui do Sem Finesse (Ju sempre mandando muito bem nas referências musicais). A música indicada (The Way I Am) é tão gostosa que eu poderia ouvir no repeat pro resto da vida. O clip também é ótimo, uma pena que o vídeo oficial esteja desativado pra incorporação. Enquanto a preguiça de buscar no YouTube te assola, você pode curtir o tão-bom-quanto Maybe:

Dá pra sentir desde nas músicas até nas produções maravilhosas dos vídeos que trata-se de uma menina toda teatral e artística, né? Tem explicação: Ingrid estudou teatro e vem de uma dessas famílias de artistas, com direito a mãe escultora e pai compositor. É impressionante o quanto esse tipo de criação produz coisa boa pro cenário musical, né?

Por fim, recomendação da tia: passei o fim de semana fazendo trabalhos de Desenho Técnico e Criatividade com Ingrid e variantes no som. Tenho ouvido bastante durante a semana enquanto escrevo e ajuda de verdade. Meninas como ela, A Fine Frenzy, Regina Spektor, Colbie Caillat e Kate Nash me parecem o melhor remédio pra quem trabalha com criação conseguir manter-se feliz em um mundo de dead lines absurdas.

Bafões da semana – 20/03

Sunday, March 20th, 2011

Eu sei, eu sei, vocês sentiram falta dos nossos tão úteis bafões, mas semana passada, devido a algumas pequenas dificuldades técnicas, eles acabaram não existindo…mas, não se desesperam, porque agora estamos aqui com uma compilação das coisas mais bafônicas que chamaram a nossa atenção nesses últimos dias, vem gente!

sephora e sacks

>> Aimeudeus, a Sephora já tá no site da Sacks! Hora de hiperventilar e esconder o cartão de crédito, porque senão, o prejuízo pode tomar proporções catastróficas nunca antes vistas na história da humanidade!

>> A Vivi, do Pop Topic, falou sobre as famigeradas olheiras (descritas por ela como panda eyes!): o que causa essas desgracinhas, como tentar se livrar delas e as técnicas de camuflagem para esconder seu panda interior no dia-a-dia.

>> Lá no Sacola Phyna, a Pri falou de uma invencionice culinária gordinha que me faria desistir da dieta sem nem pensar duas vezes: Push Cakes! (gente, são pirulitos de cupcake, coméquipode uma coisa dessas?! Ju, fica a dica!

caixa de livros

>> Love Maegan achou uma caixa de preciosidades da família, com livros e álbuns de fotos de atores e atrizes da época de ouro de Hollywood olha, que luxo! Ai se eu encontrasse um tesouro desses em um porão!

>> Lá no Chez belle, essa que vos fala (autopromoção, oi!) trouxe uma possível notícia boa do tio Obama pras beeshas viajantes!

>> No Mão Feita, swatches dos novíssimos flocados da Big Universo;

>> Soluções práticas para as beeshas pobrinhas (oi!) conseguirem aproveitar os produtinhos já adquiridos se virar com o que a gente tem em casa sem traumatizar os bolsos;

bolsas

>> Um jeitinho diferente de segurar a bolsa no GG ;

>> Uma iniciativa muito legal, usar o facebook pra promover um troca-troca de roupas;

>> Miniaturas: uma maneira prática de testar os produtinhos sem danificar seu bolso de maneira irreversível! (primeiro a gente testa, se for tudo aquilo que é prometido e mais um pouco, sijoga na versão fullsize! – ótima estratégia pra você, travestchy curiosa para experimentar todas as novidades, mas sem condiçõe$ de comprar tudo no tamanho original!)

>> No Mão feita, a polêmica do Mira Cuticle: Será que ele voltou o mesmo?! As leitoras ajudam a desvendar o mistério do sumiço e do ressurgimento deste que é um dos produtinhos mais queridos da blogosfera.

avon miracuticle

>> No Dia de beauté, dicas para fazer um olho noturno express e arrasar na buátchy!

>> No Fabulous by Vivian, mais uma coleção da MAC pra nos fazer suspirar – MAC Quite Cute!

>> A fofa da Vi Guimarães ensinou um diy super bem explicadinho de como fazer um coque com volume!

 

As rica tão usando: a tal da calça vermelha

Thursday, March 17th, 2011

Ai, gente, tá bom: eu sou uma fashion victim mesmo. Quando surgiu essa modinha de calça colorida fiquei absurdada achando tudo ridículo. Cada adolescente com um par de skinnies vermelha que eu via na rua me fazia exclamar “CEJURA?!” a plenos pulmões.

Aí agora to aqui, sonhando. Não consigo sossegar enquanto não tiver a tal da calça vermelha. Me parece uma peça tão estranhamente versátil e adorável. To doente, gente? Aí, preciso da consultoria de vocês!

O que me impede de fazer tal compra até o momento é o meu quadril de 105 cm. Só quem tem uma abundância em três digitos entende o horror da ideia de usar vermelho abaixo da cintura. Será que vai engordar? Será que vou parecer uma Ruiva do Tchan Fashionsita? Muitas dúvidas, muitas dúvidas…

Enquanto não me decido , sigo olhando os looks inspiradores:

Adoro o efeito despretensioso que a skinnie vermelha causa com um bom salto preto (seja scarpin ou abotinado) e um blazer bem cortado. Parece coisa de gente que não se esforçou pra se vestir mas acertou, sabe?

A camiseta listrada ou camisa branca também dão uma valorizada legal no look. Afinal, não dá pra arriscar muito com a calça vermelha, né? Quer dizer, vai colocar uma camiseta amarela e sair de Ronald McDonald?

As peças camelo (outra febre desse inverno) são outras companheiras inseparáveis das red skinnies. Fica um charme! Toda uma coisa meio clássica, meio casual acontecendo no armário da pessoa.

Uma opção bacana pra calça vermelha em quem não quer parecer imensa de gorda ampliando le busanfan é trocar a cor quente por uma cor fria. Por exemplo…azul cobalto?!

A Thaila Ayala já é uma fofa, mas nesse look ficou modernete e básica na medida certa. Notem que o combo sempre tem que ser saltão + basicos ou a coisa toda fica com uma cara adolê irreversível.

Ok, me condenem, eu gosto das calças coloridas. Pelo menos, juro solenemente não combiná-las com mais nenhum elemento da família Restart, tá? Fica a dica pras que quiserem me acompanhar que as tais leggings coloridonas estão custando apenas 49 dilmas na Marisa. CORRÃO!

E aí, gente? Compro vermelha? Compro azul? Compro as duas? Não compro?