Archive for October, 2010

Bafões da semana: 31/10

Sunday, October 31st, 2010

Nessa domingueira preguiçosa fez um sol delicioso para aproveitar o feriado. Ah, isso para quem não trabalhou de mesário na eleição. Ok, vamos manter a phyness com o comentário que vi no Twitter do @CorpusChris: “Ser mesária é tipo ser a hostess da festa da democracia”. Ai que luxo!

Gente jovem, bonita e descolada te deseja feliz Dia das Bruxas, Muah!

Então aproveitando minha experiência como hostess dessa festa ma-ra-vi-lho-sa, me dá a mão pra ver os links luxuosos da semana:

A Lia Camargo fez um look fofolete de tudo com uma tee engraçadinha pra mostrar pras leitoras do JustLia. Já falamos delas aqui e nos apaixonamos pelo mesmo modelo que a Lia escolheu.

No Blogueiras da Moda tem uma lista de links com um resumão dos bafões do nosso último encontrinho na Lita Fashion Store. Rolou até aula de make e estilo pra cocotaria.

A Julia Petit fez um tutorial na quarta feira que mostra o porquê que a gente ama essa mulher e quer ser melhor amiga dela.

O MartyPartyMy antecipa as tendências e conta o que vai ser bafão na unha das esmaltólatras no Outono 2011.

A Cami do Garotas Estupidas dá a lista do que é clássico na listinha dos produtos de beleza. Porque com clássico não tem como errar.

A Kerou do E Glam dá o truque pra você que faz a phyna numa cidade bipolar como CWB. Estações indefinidas, comofas?

E pra fechar a listinha amiga, eu e Lelê estamos lá na Gazeta do Povo, dando nosso pitaco sobre blogs de moda e beleza junto com a Cami do Mistura Fina, a Jaque do Rêve de Mode, a Barbara do Tudo Orna (que, confesso, é o meu novo blog-must-read) e o André do e-vod. Tamo famosa, te mete com a gente!

Então é isso, amiga leitora. E se você não tá lendo isso porque tá torrando o busanfan nas areias finas de alguma praia paradisiaca, a gente te perdoa. Mas se você voltar com bronze de frango de padaria a gente não quer mais ser sua amiga, então se liga no protetor solar.

"Fico terracota com esses links!" VERSACE, Donatella.

Boa semana e se joga no hidratante!

HollyUÓody: não se desperdiça um Versace

Sunday, October 31st, 2010

Eva Mendes tava toda bonita na estréia de “Last Night” no Festival Internacional de Cinema de Roma na quinta feira. Mas os manifestantes italianos tudo revoltado com os cortes no orçamento da cultura impediram a sessão.

Como Eva Mendes é esperta e não desperdiça um bom Versace, usou o vestido de novo no mesmo evento, mas na estréia de “Les Petits Mouchoirs” no dia seguinte. Um tapa na cara da sociedade.

Manifestante nenhum proibiu o vestido lindo (e de um bom gosto raro pra grife mais cafona do universo) de brilhar.

to gathz, to rycka.

E daí fica a lição de domingo: você travesti pobre tá com medo de repetir sua blusinha da C&A em duas festinha das criança da vizinhança seguidas onde você vai comer coxinha com guaraná. E a Eva Mendes tá mostrando que gente rycka e phyna continua phyna até quando repete Versace no Red Carpet. Lição de vida, bees.

Quero já: Riva é a nova aposta da Chanel

Friday, October 29th, 2010

Pra você que é milionária igual a gente, joga fora esse Jade, esse Riviera, esses les Khaki militar…agora as phynas só saem de casa com as  unhas na cor Riva:

A gente curte esmaltes da Chanel por causa da inovação. Afinal não é como se a gente estivesse passando esmaltes de cores azuladas e esverdeadas em tons pastel há três anos.

Como a gente tá muito rica e ganhando rios de dinheiro com o blog, não ligamos de comprar mais um vidrinho de esmalte Chanel-azul-pastel-imperdível-da-temporada.

Mas se você é baixo nivel igual umas e outras, pode tentar algo com o Acqua da Big Universo ou qualquer azul pobreenho da Mohda ou Hits.

Porque azul pastel is da new Renda.

Fonte: o ótimo Pimenta no teu é refresco.

As rica tão usando: Giselle na Vogue e esmalte colorido no pé

Thursday, October 28th, 2010

A vogue desse mês trouxe Giselle linda, loira e toda trabalhada nos corsets. O ensaio tem um clima meio boudoir meio vintage de mulher rycka e phyna que anda de lingerie e robe esvoaçante pela sua cobertura.

Mas o que me chamou mais a atenção foi o pé de La Bundchen. Isso mesmo, o pé. Essa parte horrível do corpo que só sai bonita se sua mãe faz macumba diária enquanto você está sendo gestada.

Pé é uma coisa horrível mesmo, todo mundo tem vergonha do próprio. Mas os da Giselle tão lindos, sensuais e…bem, ela é rycka. Só que eu foquei no pé porque ela está usando um esmalte que eu não vejo há muito tempo no pé de alguém: um vermelho fechadão estilo Rebu da Risque.

Pra quem chegou ao mundo agora, vou contar uma coisa chocante: até uns dois anos atrás existiam apenas dois tipos de unhas dos pés feitos:

A rendinha, francesinha, menininha que era coisa de meninas românticas, asseadas ou de simplesmente quem tinha medo de ousar nas cores dos pés.

A vermelhão, pink ou preto que era ousada, sexy, corajosa. Às vezes sem noção também.

Tinha também a galera da nailart no pé, mas a gente não vai considerar esse absurdo estético como referência cultural de um tempo.

Daí veio o boom dos blogs de esmaltes e a proliferação de todas as cores do arco íris nas prateleiras de cosméticos. Então aconteceu algo engraçado: as contidas passaram a arriscar no máximo um rosinha da família do Renda.

E as ousadas resolveram pirar o cabeção. É tanta cor maluca no pezinho das moças que galera num dá conta. Eu que o diga, com meus pés esmaltados de Samba Ana Hickmann essa semana.

Como eu sou uma apaixonada por cores, achei essa tendência dos pés coloridos o máximo, mas depois dessa foto na Vogue, tão clássica, tão linda, tão simples…eu senti saudades do Rebu!

Então, quero saber uma coisa das travestis do meu Braseeel:

Tem alguém aí que ainda ta usando as cores clássicas de esmalte? (Renda, Paris, Rebu, Gabriela, Misturinha, Noivinha…). Vocês aguentariam passar esse mês só usando cores clássicas? Responde no comentário e #ajudael?

#comofas: como usar renda e parecer rica em três lições

Wednesday, October 27th, 2010

A renda está super em alta na primavera e deve ser arrastada para o verão. A tendência engloba a renda da Dona Joana, o tule, o lace body que você comprou na última viagem e o crochet da Vó Maria: tudo bem democrático.

Você pode brincar entre o ladylike e o sexy, tudo sempre com um ar refinado de menina rica e européia. Mas tem que ter cuidado: a renda é transparente e pode ficar sexy em demasia. Como a gente sabe que nossas leitoras não curtem fazer a pirigótica da balada, separamos uns lookzinhos de renda que estão super bacanudos pra você se inspirar:

Se você quer fazer a classuda, rycka e phyna, criada em Paris comendo croissant, experimente brincar com a renda sobre tons mais neutros: branco, cinza, preto, marinho e nude são perfeitos! Os looks vão tender bem pra um ladylike classudo e fino.

Agora se você tem um passado obscuro clubber que vai na rave pirar locona, a gente te aceita como você é desde que você abandone essa bota Pulo do Gato. Tente mixar a renda com cores. Os tons fluo ainda estão em alta e serão bem vindos sobre uma renda que quebre sua cara de roupa movida a pilha.

Em ambos os casos, as mais saidinhas vão curtir mesmo é usar a renda sobre a lingerie. Poder pode, só tente mixar com peças mais comportadas e de acabamento opaco. Além disso, atenção na escolha, por favor: ninguém quer ver suas lingeries velhas, furadas e sem elástico.

Por último, a renda pode aparecer nos acessórios pra mostrar como você é uma tola menina romântica criada em berço de ouro que cresceu correndo nos jardins de seu castelo na França.

E se você não quiser se aventurar nos vestidinhos, saias e blusinhas de renda, pode aproveitar a vibe rendosa nos acessórios ryckos que andam sendo criado com renda e tulê por aí.

Resumindo, a renda é legal pra você mostrar que não é baixa renda. Há!

Só fiz esse post pra compartilhar essa piada ótima, beijos.

As rica tão usando: loja conceito da C&A – isso é bom?

Monday, October 25th, 2010

Bora escrever mais um post que fará uma marca odiar a gente, mas, como diria o Quico,

"Quem se importa?"

O bafão é o seguinte: a C&A abriu uma loja conceito em São Paulo. Na verdade era um loja no Iguatemi que já existia e foi reformada, but whatever. Lá ficam algumas peças selecionadas das coleções da C&A de sempre mais outras em parceria com designers phynos como a equipe Maria Bonita Extra. Só lá.

Além disso, as roupas são expostas de uma forma melhor planejada que na maioria das C&A’s. O espaço é mais confortável, melhor decorado, mais ryco por assim dizer. Existem também consultores de moda pela loja para te ajudar a escolher uma peça.

O problema é: onde você já viu isso antes mesmo?

Loja C&A Iguatemi

Forever 21 NY. Fonte: Fashionismo

Ok, eu concordo que é maravilhoso que nossas Fast Fashions abram os olhos e realmente entendam o que significa o conceito: moda e tendência fulgaz por um preço bem mais em conta.

O problema está na hora de comparar os preços:

Blusinha da Forever 21 com aplicação de correntes. Preço: $12,64. Convertendo com o valor do dólar de hoje R$ 20,85

Blusinha da C&A com aplicação de correntes. Preço: R$ 49,90.

Ainda não tive acesso aos preços da loja conceito do Iguatemi, mas, considerando que essa é uma blusinha da Dereon by Beyoncé (coleção que foi para quase toda a rede), imagino que seja disso pra cima.

A C&A, assim como Renner e Riachuello, subiu consideravelmente o valor de suas peças nos últimos anos. Isso aconteceu logo depois que as lojas começaram a acompanhar blogs de moda e investir em tendência. O problema é que o preço aumentou, mas a qualidade só piora. Minhas blusinhas empelotadas depois da primeira lavagem que o digam.

Jeans na C&A hoje chega a loja custando por volta de R$ 85,00. Sim, aquele jeans C&A de corte mal feito, numeração maluca e que deixa você pelancuda. Numa loja como a Siberian, com cortes melhor pensados e mais variedade, você consegue calças por 75,00R$. Amo o fato de poder comprar tendência por um preço mais barato nas Fast Fashions, mas não é um mais barato acessível para todos.

E isso acontece por causa da cultura do brasileiro. Nós não aceitamos pagar barato por algo. Aqui é vergonhoso falar que sua blusinha foi comprada no lojão do centro por dez dinheiros. As pessoas admiram a roupa não pelo design e qualidade, mas pelo valor que podem falar que pagaram na peça.

O rídiculo é que essas mesmas pessoas que compram Zara aqui por três digitos (o que combinemos que é sindrome de novo rico que não percebe que a Zara não passa de uma C&A bem mais cara) vão pros Estados Unidos e trazem Forever 21 de baldes. Quando é lá fora não tem problema pagar barato porque o produto é importado mesmo assim, né?

Então vamos parar de se enganar e consumir conscientemente, galera? Ok, parabéns para C&A pela ótima iniciativa de abrir uma loja bacanuda pra vender tendência. Parabéns por se ligar que street style e blogs são a prova de que não é só a elite que quer se vestir bem e brincar com seu estilo: a democratização da moda tá aí e isso é lindo demais.

Porém, a C&A pode até se “vestir” de Forever 21. Mas, enquanto não me oferecerem tendências por preços acessíveis, vão continuar me vendendo muito pouco. Ou pelo menos enquanto as roupas não empelotarem.

A Renner vai ter que investir muito em modelagem pra que eu aceite que suas roupas sejam vendidas pelos preços que estão. Vestidos de três digitos que fazem minha cintura sumir e meus peitos parecerem caídos não são bem vindos ao meu armário.

E querida Zara: Vender aqui por noventa reais uma blusinha que vocês vendem a quatro euros lá fora é ofensivo com a gente. Eu tô pouco me lixando se a loja de vocês tem odorizador de ambiente, vocês continuam sendo fast fashion que cobra preço de label.

E vender tamanho 40 com modelagem de 36 é algo que nunca vai entrar na minha cabeça. Vocês querem o que, que as pessoas se matem ao sair do provador? Como assim o tamanho 38 adulto é menor que o 12 infantil em suas lojas?

Fecho contando uma história engraçada: antigamente eu tinha um blog de street style. Um dia, publiquei uma foto com uma sapatilha Billie Brothers, marca local curitibana, e recebi um comentário falando que era ridículo um blog de street style que usava sapatilhas de vinte reais.

Sim, é essa nossa mentalidade – não paramos para olhar a peça e reconhecer o valor se a label não pode ser exibida por aí. Como se blog de moda não fosse um espaço para democratizar, mas sim para exibir o quanto você é rycka e phyna. Amores, como dizem por aí: rico não fica rico gastando como rico.


Bafões da semana: 24/10

Sunday, October 24th, 2010

Vamos aproveitar esse domingo ma-ra-vi-lho-so #not em Cwb para separar links ensolarados como essa cidade?

Mais um dia lindíssimo na vida do curitiboca.

Essa semana teve bastante coisa boa na blogosfera. Vamos começar com esse post da Marina (Coisas de Diva) que me fez achar finalmente uma base nacional. To bem locona pra falar dela pra vocês, amor define.

Já o JustLia ensinou como usar vestido e saia longa, me fazendo recuperar um vestido de oncinha comprido que me fazia me sentir half perua half hippie quando eu usava. Tá tudo bem agora.

A Julia do Sem Finesse aproveitou os 43 minutos e 12 segundos de primavera em Curitiba para fazer um post sobre tudo que é bonito e a gente só usa quando o mundo tá florido.

Pra quem tá locona na dieta que nem eu, fica bem feliz com esse post da Sabrina no Coisas de Diva que vai esclarecer todas suas dúvidas sobre alimentação.

A Thereza Chammas percebeu que a Mischa Barton não anda gozando de suas plenas faculdades mentais. Divirta-se aqui.

No Chata de Galochas a Lú Ferreira anunciou que a partir de amanhã acamparemos na fila da Arezzo implorando por descontos. Liquidação, galeris, CORRÃO!

A Dri do Eu não tenho roupa deu o mapa da mina das Outlets Curitibanas. Cuidado com as carteiras.

E, pra finalizar, a Paola do Truques de Maquiagem faz um vídeo pra você rir bastante enquanto trata o cabelo que nem no salão. Riqueza define!

Boa semana pras gatas garotas do meu Brasil!

#comofas: como comprar maquiagem no Ebay de forma segura

Friday, October 22nd, 2010

Eu sou conhecida como a locona do Ebay. Criei o hábito de, toda vez que a vida me deprime, abrir o Ebay e decidir “hoje vou comprar X”. Faço a busca, acho um que não pesa no bolso e arremato. Simples assim.

Ao contrário do que muita gente pensa, comprar no Ebay é seguro. E causa extrema felicidade. Imagine que eu desenvolvi o hábito de comprar uma média de um ítem por semana no site. Ou seja, uma vez por semana chega lá em casa um pacotinho da alegria, geralmente vindo de Hong Kong.

Mas isso depende de você não dar umas bobeadas, porque gata, em, terra de compras online, bobeou dançou. Alguns cuidados já viraram rotina na minha vidinha besta de shoppaholic ebayana. Para ilustrar como é fácil manter essa rotina e se garantir, resolvi fazer uma compra qualquer ilustrada pra vocês, saca só:

#1 – Crie sua conta

Pra comprar no Ebay você precisa ter uma conta. É um cadastro normal, como o de qualquer site que pede cadastro pra você (ou seja, qualquer coisa hoje em dia). Fornece os dados sem medo, o site é seguro e ninguém que negociar com você nunca terá acesso a mais do que o login se você não permitir.

#2 – Buscar os produtinhos desejados

Na área Search do site, busquei por Nyx, que é uma marca que sempre tem ofertas amigas. Achei várias ofertinhas apetitosas, algumas para Bid outras para Buy Now. A diferença é que quando você dá um Bid significa que deu uma oferta num leilão. Se ninguém cobrir, o produto é seu. Buy Now é comprar na hora pelo preço mostrado. Você pode filtrar Bid (Auctions) e Buy now nessa aba aqui:

Uma dica é ordenar os resultados por “Lower Price Buying + Shipping” para já começar vendo as coisas bem baratas mesmo. Assim você consegue muitas ofertas amigas por preços ridículos.

#3 Cheque todas as informacões

Mas é preciso checar. A primeira “cilada” que o povo cai as vezes é a de não checar o frete. Alguns produtos estão por 2 dólares + frete de 30 dólares – não é nenhuma promoção. Então eu sempre dou uma olhadinha se o frete parece amigo. É só clicar no produto e checar essa área aqui:

Caso o frete esteja calculado para United States, você precisa clicar e mudar para Brazil para que tenha real idéia de quantos dinheiros vai gastar. Às vezes o produto não é entregue no Brasil, então esteja preparada para sofrer pequenos ataques cardíacos no processo.

Se o frete + preço do produto cabem no meu bolso pobreeenho, resolvo checar a confiabilidade do vendedor.

Ela é calculada a partir da avaliação de outros clientes que já compraram com ele. Pra colaborar com esse sistema nunca esqueça de avaliar os produtos que você adquire. Eu sou altamente medrosa, então é proibido pra mim comprar qualquer coisa de alguém que não tenha mais de noventa e nove por cento de rating positivo.

#3 Finalizando a compra

Agora é a hora da verdade: tudo coube no seu bolso e você vai se jogar feliz. Pressione Buy it Now. E ele pedirá que você faça o checkout no PayPal.

Clique em “Pagar Agora” e você será redirecionado ao PayPal. Caso você não tenha cadastro ainda, pode fazer sem medo o PayPal é confiável. Se você está efetuando o cadastro, ele pedirá que você insirá seu cartão de crédito. Caso você já possua cadastro no PayPal, não precisará inserí-lo nunca mais. Só sua senha já finaliza a compra porque o banco de dados deles memoriza seu cartão.

Portanto proteja sua senha como sua vida.

#4 Esperar, esperar, esperar…

Amiga, ninguém mandou ser brasileira. A maioria dos vendedores têm política de só aceitar reclamações de brasileiros após mais de 40 dias. Porque o Correio brasileiro é essa caixinha de surpresas que pode te entregar o produto em 15 dias, em 40 dias ou simplesmente não entregar.

Comprar no Brasil é assumir o risco. Nosso Correio não é confiável e é comum que mercadorias sejam desviadas, roubadas, perdidas. Um pouco de inglês na hora da compra é bom, pra que você leia se o vendedor assume o risco e reenvia em caso de extravio no Brasil. Se ele não envia, não encha o saco muito menos de feedback negativo no rating do pobre chinês. Comprar no Ebay é um contrato normal e ao clicar no Buy it Now você está assinando que está ciente das regras.

Se acontece? Acontece. Eu compro muito no Ebay e meu bofe mais ainda. Das dez compras por mês que a gente faz, até hoje somente uma não chegou. E ela tinha um valor alto. E era de um dos vendedores mais renomados do Ebay, conhecido em todo o país. Mas a culpa não é dele e sim da incompetência dos Correios brasileiros.

Agora, segue uma listinha de vendedores confiáveis que podem interessar e de quem eu já comprei e fui feliz:

Abestlife (Tio Coreano do Ebay):

Amor define essa criatura maravilhosa que vende paletões, pincéis, delineadores em gel e a própria mãe. Sabemos que ela é uma mocinha chinesa muito da fina, mas gentes, eu sempre prefiro pensar nela como um chinês mafioso que é meu dealer preferido no mundo do make.

TomJerry1984:

Chinês amigo que vende make up e cílios postiços sensacionais, tudo com Free Shipping. Amo eternamente. O problema é que Free Shipping acarreta falta de número de rastreio (o famoso tracking number). Prepare-se para fortes emoções.

AngelsTemptation:

O nome sensacional esconde uma pessoa que vende produtos da Nyx em kits ou separados por preços ridículos e fretes amicíssimos. Não rola número de rastreio (o famoso tracking number) então é a compra do tipo aguenta coração. Só peço coisas que não ultrapassem cinco dólares porque é o máximo que aceito perder pra filha de algum distribuidor de encomendas do posto central.

Sandy_Biz16

A amiga me vendeu Bumpits por um preço absurdamente baixo. E eu tô toda volumosa desde então. Postagem rápida, produto em ordem e fiel ao pedido, essa me surpreendeu porque a loja é pequena (só tem Bumpits) mas o atendimento foi excelente. Sem tracking number.

É basicamente esse o procedimento. Se vocês tiverem mais dúvidas, por favor, deixem nos comentários. E as imagens pobrinhas do post são culpa do meu PC que ficou bem locão essa semana e deu pau. Prometo que assim que ficar tudo bem com ele, todas serão atualizadas pra visualização ficar um xuxu!

Testando 1, 2, 3: Esmalte Betty Boop – fino mas não amigo

Tuesday, October 19th, 2010

Em nossa ida a Beauty Fair encontramos várias novidades. E eu, esmaltólatra de carteirinha, dei uma atenção especial aos adorados vidrinhos da alegria.

Um dos estandes que nos chamou a atenção foi o da Bio Company. Eles lançaram na feira toda uma coleção baseada na Betty Boop, ícone feminino adorado pelas cocotas.

Perfumes Betty Boop por Bio Company

Perfumes Betty Boop, atrás @belsalemme do Chez Belle

 

A coleção da Betty Boop engloba esmaltes das mais variadas cores e perfumes. A Bio Company possui outras coleções, dentre elas a de make neon que deixou todas empolgadas na feira.

Esmaltes e Batons neons

Na feira, destaque para esmaltes e batons neon.

Nos esmaltes da Betty também haviam os já conhecidos neons. Eles deram uma atenção especial, mas como já vimos neon de todas as formas não despertou sensação de novidade. Mesmo assim, fiquei com bastante vontade de conhecer a marca.

Entretanto as opções de cores dos esmaltes não me chamaram atenção, muito do mesmo. Concordo que como lançamento é muito interessante já possuir mais de 70 cores, com uma variedade dentre o que já é conhecido e de gosto popular.

Expositor com esmaltes Betty Boop

Expostos parte das mais de 70 cores dos esmaltes Betty Boop.

Mas, como não poderia deixar de incrementar minha coleção com essa novidade do mercado de esmaltes, levei 2 vidrinhos para casa. Assim como várias das blogueiras que passaram por lá, escolhi as cores que me pareceram um pouco diferentes das que já possuo.

Sou daquelas pessoas mortais e não abençoadas, nas quais esmalte não dura muito nas patinhas. Entretanto os esmaltes da Betty Boop me surpreenderam! Não tinha muitas expectativas nesse sentido, esperava que ele fosse durar o mesmo que as marcas nacionais já conhecidas de todo o dia duram. Mas ele entrou na minha lista de queridinhos, depois de 7 dias, isso mesmo, uma semana inteira com ele, não lascou uma pontinha sequer.

Swatch esmalte Betty Boop San Diego

À esquerda o antes e do outro lado o depois do esmalte San Diego

 

A qualidade dele é muito boa, pincel bem prático, fácil de passar, 2 camadas fizeram o trabalho, resumindo ele é fino mesmo. Entretanto o preço não é muito amigo, na feira os vidros custavam R$ 4,50 e pelo site da Bio Company encontram-se os mesmos por R$ 4,90.

Mas por conta da qualidade não fiquei arrependida da aquisição e quando encontrar cores que me chamem atenção não hesitarei em gastar um pouquinho a mais. E vocês, também gastariam um pouco mais por qualidade em esmaltes?

#comofas: necessaire básica e o que trazer dos EUA

Monday, October 18th, 2010
necessaire louis vuitton

O guia de montagem de uma necessaire RYCKA E PHYNA.

Tudo começou quando a sista Karine resolveu tirar suas férias nos states. Pra aproveitar os precinhos amigos encontrados em qualquer lugar que não seja o Brasil, ela nos perguntou o que deveria constar em uma necessaire básica e o que era legal trazer dos Estados Unidos.

Buscamos na rede vários posts do tipo “Montando a Necessaire Básica Ideal”. Achei desde necessaires do tipo Base-Rimel-Gloss (ai, que pobreza) até gente dizendo que a Necessaire da iniciante conta com três cores de base e três cores de corretivo (OIQ?).

Resolvemos montar uma lista do que nós julgamos ser uma necessaire básica para uma iniciante. Como somos amigas da garotada, vamos dividir a tal lista com vocês. De quebra, dizemos o que vale ou não trazer dos Estados Unidos.

Não é tudo que você sempre quis? Então segura nossa mão e vem cagente!

Base

bases clarins, dream matte

Ao contrário do que é pregado por aí, não acreditamos que primer é item básico de necessaire de iniciante. Isso porque o produto pode dar mais dor de cabeça do que ajudar, gerando muita oleosidade e espinhas. Começamos logo com a base, que serve para cobrir o rosto e corrigir pequenas imperfeições que dels te deu.

Vale a pena comprar nos EUA?

Gatha, tá de bobeira na gringa? Traga uma mala só com base de volta pro Brasil. A experiência da Lelê mostrou que uma bobeira gigante foi não trazer dazoropa mais um Fond de Teint Lisse Minute, da Clarins. Bem feito pra ela, que nunca mais teve a base mais linda, perfeita e tchutchucona de todo o mundo e se recusa terminantemente a pagar o preço exorbitante em Morangão e semelhantes.

Sinceramente, ainda não conhecemos uma base nacional que preste. Ou dá muito espinha, ou deixa muito oleoso, ou a cobertura não dura nada, ou parece que rebocamos a cara…Fora que achar seu tom no Brasil (onde existe 6 tons de base no máximo nas marcas mais completas) é missão impossível. E se você achou é porque não tem pele de gente rica que nem a gente.

Nos EUA uma StudioFix da MAC (amor verdadeiro, amor eterno) custa algo em torno de 26 doletas. Aqui, por menos de 120 dinheiros você não põe a patinha em uma – pelo menos em uma revenda autorizada e com impostos em dia.

Outra marca que vale a pena é a Maybelline. As bases da marca que custam em torno de 35 reais por aqui (quando você encontra seu tom de pele), podem ser encontradas por menos de 10 dólares em qualquer farmácia americana.

Resumo da ópera: invista em base, colega. Principalmente porque a chance de você encontrar uma base boa na sua cor nos istaites é infinamente maior do que as chances de achar uma base boa com a cor ideal no Brasil.

Corretivo

corretivos mufe, benefit, mac

Quando aquela espinha chega ou as olheiras denunciam sua vida saúdavel que não tá acontecendo, ele salva sua pele. Esse amigo da garotada salva vidas, isso sim.

Vale a pena comprar nos EUA?

Vale, vide motivos da base. Além disso, no Brasil os corretivos legais mesmo de brincar (entendam como corretivo verde, amarelo, laranja…) são vendidos pelos dois olhos da sua cara com olheiras e tudo.

Estando na terra do consumo, procure o aclamado kit da Make Up Forever. Caso você queira algo bom, mas não tão com cara de make profissional, vai de Confessions of a Conceleaholic da Benefit, que já vem com primer, espelhinho e toda a fofura da Benefit. Saia correndo se no seu caminho passar um Kit da Victoria’s Secret, que é uma caquinha.

Um corretivo da Studio Fix também é muy bien venido como investimento para o ano.

Blush

blush nars orgasm

Até a diva Stephannye (acertei a numerologia?) sabe que não devemos ficar sem o nosso blush, blush, blush, blush. Pro arzinho de saúde de todo dia, é coididels.

Vale a pena comprar nos EUA?

Depende. Estamos falando de algum clássico, como o Orgasm da Nars? Se não, não vale. E não me venha falar que não existe blush mate no Brasil:  a Natura tem uma linha bem completa de blushes mates por mais ou menos doze dinheiros cada (a Aquarela) pra qual ninguém dá a mínima. E é o blush que A Debs mais usa. E dura a vida inteira, minha gente, INTEIRA.

A não ser que você encontre blushes por um dólar na Victoria’s Secret ou numa farmácia qualquer. Mas não conseguimos pensar em um blush fora o Orgasm que nos faça nos mover de país para comprá-lo.

Sombras

sombras coastal scents e urban decay

Junto com o batom elas fazem parte do grupo de coisas que muda o make de dia pra noite e dão graça e personalidade pro seu rostinho de princesa. Coloridona, esfumada, básica, preto-guaxinim…não importa seu estilo, a sombra é o que mais ajuda a compor o personagem.

Vale a pena comprar nos EUA?

Depois do advento do Ebay? Cê deve tar me zuando, né? Mesmo caso do blush: a não ser que você encontre uma cor linda a um dólar na farmácia (porque as da Victoria’s Secret são uma caca) abraça o Ebay e seja feliz.

Porém, classe média que somos, ficamos bem loconas toda vez que a Urban Decay lança uma paleta nova. Não pelas cores, porque depois que o tio coreano chegou às nossas vidas podemos ter todas as cores do mundo dentro da gaveta, mas porque é bonito e gostamos de coisas bonitas, simples assim.

Delineador

delineador líquido e gel

Pra fazer aquele olho de gatinha, dar uma boa definida na raíz dos cílios e chamar a atenção pro seu olhar de fera de pele macia. Delineador é essencial na vida da maioria das makeupaholics e pode ser um bom aliado das iniciadas.

Vale a pena comprar nos EUA?

Vale. A maioria dos delineadores baratos no Brasil são é bem aguadinhos e vagabundos, merecendo menção só mesmo o da Vult, que é parceiro. Além de ser fácil de aplicar, ele é negão de tirar o chapéu e se der mole é créu mesmo, porque o bichinho só sai com reza brava. Mas, né. É Vult. Não fica bonito na necessaire da amygha que quer ser fina. A gente defeca solenemente para questões como essa e se gruda com maquiagem lado C.

A Belle (do Chez Belle) trouxe dos States um delineador HIP da Loreal (em gel) no qual a Debs baba. Os delineadores em gel da Maybelline também são coideloco. Mas nunca ninguém irá valer mais a pena para delinear seus olhinhos do que um bom Fluidline da MAC.

Quanto a delineadores coloridos, amiga, compra um pincel de delinear bem bão, taca água nele e delineia com sombras da sua paleta. Assim você tem um milhão de cores de delineador e não um potinho de gel com uma única cor que não acaba nunca mais.

Máscara para Cílios

mascaras para cilios

Para deixar seus cílios como os de uma bonequinha de porcelana ou apenas definir os três pelinhos ralos que compõe sua pestana, a máscara é esencial.

Vale a pena comprar nos EUA?

Ô se vale! Rímel lá é mais barato e tem um milhão de opções. Mas aqui, opte por uns dois ou três de  marcas de farmácia mesmo (olha a  Maybelline de novo) e traga um rímel baphônico da Givenchy, Chanel ou qualquer um dos maravilhosos da Sephora – vai depender do que você pretende fazer com seus cílios pra escolher. Então, amiga, leia os rótulos por gentileza.

E não compre da MAC. Eles tinham que ser muito ruins em alguma coisa e escolheram que os rímeis seriam uma bela porcaria bem cara.

Batom

sugestões batons EUA

A boca coloridona voltou a cena e é preciso ter uma boa cartela: um rosinha de menina moça, um cor de boca pra fazer a natural, um laranja quero ser Fendi, um vermelho aberto de mulher fatal, um vermelho mais escuro pra fazer a diva, um nude pra fazer a Fashionista…ufa!

Vale a pena comprar nos EUA?

Depende. Vale, se você faz questão de ter um legítimo Schiap, Viva Glam Gaga, Snob, Impassioned, Ruby Woo, Myth… Agora, se você quer a cor e não o rótulo, o Brasil oferece marcas fantásticas e baratas, como a Koloss e a Yes! que tem as mesmas cores.

Quanto a questão da duração: entre retocar o batom de três em três horas ou retocar de oito em oito caso eu não coma, não vemos muita diferença.

Lápis para Esfumar

sugestões lápis EUA

Ok, hoje você é iniciante. Mas eu dúvido que amanhã você vai resistir a tentação de sair bem esfumadona tipo um guaxinim na rua. Todo mundo sai tipo um guaxinim uma vez na vida. E lápis esfumado na linha d’água é vida inteligente na madrugada, minha gente.

Vale a pena comprar nos EUA?

É claro que vale. Quando é da Urban Decay. Se não, num vale a pena nem entrar no avião, pede um da Avon e não torra a paciência. Mas, se no meio do caminho te aparecer um lápis da Gosh (marca dinamarquesa que é solenemente ignorando pelo mundinho da beauté porque, bem, é dinamarquesa e o que nós sabemos sobre  a Dinamarca, afinal de contas?), se abrace e vai ser feliz. São impossíveis de achar até mesmo no Ebay e não saem dos seus olhinhos nunca mais. NUNCA MAIS.

Pincéis

pinceis sephora

Eles são o segredo de todo make bem feitinho! Todo mundo sabe que um bom pincel salva uma sombra ruim mas que uma sombra ruim não salva um bom pincel. Por isso, comprá-los em uma loja de boa procedência é essencial. Os pincéis básicos necessários são:

Base – Corretivo – Pó – Blush – Sombra – Lábios

Sendo que para a sombra é ideal ter dois que esfumem, dois que apliquem e um que delineie. Mais pra frente, falaremos sobre o mimimi que é saber a função de cada pincel que a China já produziu.

Vale a pena comprar nos EUA?

Se você pretende comprar pincéis da MAC, é infinitamente vantajoso trazer de lá, já que o preço pode chegar a menos da metade do que é vendido nas lojas da franquia por aqui (quer um exemplo, bonita? O divônico duo fiber 187 custa 42 doletas na gringa. Aqui no terceiro mundo, em loja física da MAC, sai por R$203). Caso não, pincéis da ProArt e da KlassVough vendidos por aqui tem melhor custo benefício que os vendidos nas Sephoras por aí.

De qualquer forma, a Debs tem um conjunto de pincéis da Claire’s que ganhou da Belle (do ChezBelle) quando ela foi passar as férias na terra do Tio Sam. O conjunto tem dois pincéis de aplicar e um de delinear sombras que são basicamente os melhores pincéis do mundo. Boatos que o preço desse joguinho é em torno de 13 doletas, o que compraria no máximo três pincéis ProArt aqui. Compensa, né?

Curvex

curvex shu uemura golden

Olhos de boneca Emília são só finalizados pelo rímel. Mas todo mundo sabe que um apetrecho de tortura chinesa chamado Curvex é necessário pra que você fique toda CENÇUAL NO OLÍAR.

Vale a pena comprar nos EUA?

A gente sabe que Shu Uemura está sendo retirado do mercado americano e que não está mais sendo tão fácil encontrar os produtos por aí. Minha amiga, se você se deparar com o sensacional curvex da marca, se abrace com ele como se não houvesse amanhã. Boatos dão conta de que o curvex da Contém 1g também é muy amigo da cocotada, mas eu nunca nem vi nem comi eu só ouço falar (o número de vezes que Lelê procurou esse curvex tem dois dígitos, tchurma), garanta o seu Shu.

“Ah, mas curvex não é itens básico na necessaire!” Papo de quem nunca teve suas pestanas bem faceiras mirando o céu. Vai lá apertar seus cílios e depois a gente conversa.

É basicamente isso que achamos básico. Entramos numa discussão aqui se pó queimador (vulgo bronzer) e iluminador eram básicos, mas dá muito medo aconselhar a galera e ver coisas assim na rua novamente.